Liderar pessoas mais experientes

Com 20 anos de idade, recebi a tarefa de liderar pessoas mais velhas, com mais experiência profissional, porém, com menos tempo de serviço pela empresa. Foi complicado, pois imaginava que essas pessoas não iriam me ouvir ou provavelmente não se importariam com minhas palavras. E minha expectativa se concretizou. Passei a ter problemas de relacionamento e muitas vezes exercia o poder ao invés da autoridade sobre as pessoas. Com o tempo, as coisas continuaram da mesma forma e então conversei com meu professor de Administração de Recursos Humanos na universidade e o mesmo me deu dicas e alguns conselhos valiosos. Um diretor do banco, chefe de todos do escritório, nunca havia se utilizado do poder que tinha sobre as pessoas, mas sim, sempre a autoridade. Ele sempre pedia e nunca exigia. Todos faziam as coisas de bom grado para ele. Obviamente, a sua imagem dentro da empresa era respeitada. Porém, observei sua forma de lidar com as pessoas e percebi que o mesmo as cativava e as pessoas então faziam o que ele pedia, sem muitas perguntas e sempre com bom humor. Quais eram as características: 1º - Sempre tratava as pessoas por "amigo" ou "amiga"; 2º - Sempre sorrindo com sinceridade; 3º - Não misturava os problemas profissionais com aqueles que não estavam envolvidos; 4º - Fazia questão de todas as manhãs passar mesa por mesa e comprimentar cada funcionário do escritório, antes de mesmo de se dirigir à sua sala; 5º - Se preocupava com o bem estar de cada um e tinha sempre tempo de ouvir todos. A observação desses cinco pontos mais as conversas com meu professor me fizeram melhorar a forma de tratamento com os amigos de trabalho e passei a não utilzar mais o meu poder, e sim, a autoridade, que consegui ir adquirindo com o tempo. Estou há quase 3 anos liderando essas pessoas e pude notar uma melhora no desempenho de cada uma delas e também a melhora no humor. Hoje, somos "amigos" e "amigas" e trabalhamos em conjunto: cada um dá a sua opinião ou sugestão e juntos buscamos o melhor resultado. Eu comecei a ler esta semana o livro "O Monge e o Executivo", e notei várias semelhantes entre o livro e a minha experiência com a nova responsabilidade de liderar pessoas, inclusive, no que diz respeito a como meus superiores me lideram.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.