Inovação - característica marcante do novo líder

Atualmente, as organizações são alvo de intensas transformações, que as impulsionam a reestruturarem seus processos e realizarem uma reavaliação cuidadosa dos tradicionais modelos de gestão, e isto exige adaptações rápidas e eficazes dos seus líderes. Pode-se dizer que o clássico modelo de liderança não mais se adequa eficientemente ao ambiente competitivo existentes nas atuais organizações. É preciso quebrar o antigo paradigma de poder e controle. As transformações pelas quais as organizações passam, impulsionam a quebra de paradigmas, que causam rupturas e mudanças nas filosofias gerenciais, e, em meio a todo esse processo, a liderança é um componente de vital importância para se alcançar o êxito.

Nesse cenário, a liderança desempenha um papel cada vez mais crucial, na medida em que representa o principal condutor para muitas dessas mudanças. E é exatamente nesse campo que os líderes atuam ativamente, nas mudanças, para assegurar que estas ocorram da melhor forma possível. Usando sua influência e persuasão, criam o ambiente necessário e inspiram as pessoas a acompanharem essas variações.

Pensando nisso, as organizações estão em busca de líderes inovadores, sempre dispostos a adaptar-se às mudanças, que sejam flexíveis, além de assumirem uma nova posição hierárquica. Em vez de ele ficar no topo da hierarquia, deve ficar no centro de um círculo, compartilhando um novo conceito de “liderança partilhada” e “distribuída”. Aceitar esse novo papel é essencial, pois quem o assume deve estar sempre um passo à frente, aceitando responsabilidades, contribuindo para que organizações e pessoas superem os desafios advindos desse mercado tão exigente. Devem atuar como identificadores e comunicadores de valores coletivos, fazendo com que as equipes sigam os objetivos estabelecidos. Sendo assim, as organizações e líderes que não acompanharem estas mudanças estarão destinados ao fracasso.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento