Henry Ford, Harley e Davidson, Mark Zuckerberg, Steve jobs: sabe o que eles têm em comum?
Henry Ford, Harley e Davidson, Mark Zuckerberg, Steve jobs: sabe o que eles têm em comum?

Henry Ford, Harley e Davidson, Mark Zuckerberg, Steve jobs: sabe o que eles têm em comum?

Não há um negócio de sucesso por causa de sorte, não há negócio de sucesso que caia do céu, não há fórmulas mágicas

Isso mesmo, eles tiveram sorte, sorte de terem pessoas ao lado deles no qual acreditaram em suas ideias, como diz Pedro Englert, CEO da Startse, tiveram pessoas que estavam do mesmo lado da mesa, isso é uma das premissas para que um negócio seja próspero.

Eles tiveram uma ideia e focaram no objetivo.

Henry Ford foi o primeiro empresário a aplicar a montagem em série e criar uma rede de franquias para a vendas dos automóveis, fora outras inovações que ele criou.

Os irmãos Harley e Davidson tiveram a ideia de colocar um motor em um quadro de bicicleta, com a intenção de se locomover mais rapidamente e criaram um ícone no mercado de motocicletas.

Antes de criar o Facebook Mark Zuckerberg havia criado um programa chamado CourseMatch, que permitia que os usuários jogassem Atari Asteroids 1968 entre si, sem conexões, cabos ou internet. O resto da história todos nós já sabemos.

Steve Jobs só obteve êxito por um simples motivo, haviam pessoas que acreditavam cegamente nas suas ideias, sem isso ele não teria criado o Ipad e o Iphone.

Bom, mas era só isso? Claro que não, havia muito mais, havia sem dúvida um alinhamento entre Paixão, Habilidades e uma grande visão de Oportunidades, tudo isso juntamente com muito foco, resiliência e muita disciplina.

Não há um negócio de sucesso por causa de sorte, não há negócio de sucesso que caia do céu, não há fórmulas mágicas. Toda a conquista é um conjunto de habilidades, planejamento, organização, pessoas certas do seu lado, competência e o fazer a coisa certa para com o próximo, colaboradores, parceiros e sociedade.

Um dia destes fui convidado por um amigo para visitar um negócio no qual ele assumiu como CEO e ele me falou:

- Maiquel, não estou conseguindo ver os Gestores aplicados e tornando suas áreas com performances aceitáveis, e ainda comentou:

- Está vendo aquela pessoa? Ela tem um cargo estratégico, mas vive na Internet e não possui a mínima noção das suas responsabilidades, para piorar ele é da família do dono da empresa.

Bom, o que fazer?

Sou um pouco mais radical em um processo como este, pessoas despreparadas devem estar fora do negócio, mas isso vai muito além, é preciso iniciar um trabalho com a alta gestão da empresa, reavaliar governança, planejamento estratégico, propósito e por ai vai. Se tiver pessoas em lados opostos da mesa, certamente o negócio terá uma data para o seu fim.

Se você tiver iniciando um negócio, primeiro imagine como ele deve ser, depois crie este cenário, desenhe e valide. Não imagine um negócio mágico, porém para um negócio próspero e com menos riscos é indispensável um Gestão de Alta Performance.

Para finalizar, ai vai um recado:

Se você é uma pessoa medíocre, isso mesmo, medíocre, me desculpe se esta palavra impacta você de alguma forma, deixe o negócio que você faz parte ou nem tente iniciar um, pois se você vive apenas do passado, possui a crença no qual não tem a capacidade de mudar, e não possui um propósito, certamente você não faz parte das pessoas que irão mudar o mundo, isso não é sobre ser melhor do que ninguém, mas é sobre mudar o seu próprio Mindset.

Tudo isso é sobre não possuir sorte, ter um sonho, ser inovador e possuir Pessoas incríveis do seu lado.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.