Grupo KSI Brasil apoia prática sustentável de “papa - pilhas”

O Presente trabalho relata o trabalho do GRUPO KSI BRASIL frente a ação sustentável de orientar seus colaboradores aos postos coletores de pilhas e demais materiais eletrônicos usados.

Recentemente li um texto sobre responsabilidade social empresarial - A responsabilidade social é uma questão estratégica? Uma abordagem crítica - escrito por Alexandre Faria e Fernanda Figueiredo Sauerbronn que achei muito interessante e logo me serviu de estímulo para desenvolver uma prática de responsabilidade social no RH do GRUPO KSI BRASIL onde sou o coordenador de Recursos Humanos.

No mesmo mês, após uma pesquisa de "cultura e clima", uma das sugestões apuradas nos resultados para melhoria do ambiente de trabalho em nossa empresa foi cedida por um colaborador interno (Sr. Emerson – Depto. De Contabilidade) que indicou a prática de "papa - pilhas" como estratégia de agregar valor à organização. Como coordenador de RH, após a leitura deste texto e retorno positivo de nosso quadro de talentos, me senti na obrigação de fazer algo diferente sem sentir-se pressionado pelo governo ou pelos dirigentes da empresa. Resolvemos transformar esta ideia em uma prática simples, porém sustentável. Confira:

O que é o projeto?

O papa-pilhas é um programa que geralmente recolhe e recicla pilhas, baterias portáteis, celulares, laptops, câmeras digitais e outros aparelhos eletrônicos portáteis que caibam em nossos coletores. Os postos de coleta são cedidos pelo parceiro conforme a sua estrutura e alocação física.

Com o programa, conscientizamos as pessoas sobre a importância do assunto e incentivamos que estas possam contribuir com a adequada destinação desses materiais, cujos resíduos tóxicos trazem riscos ao meio ambiente e à saúde pública. Quando depositados em lixões e aterros sanitários, por exemplo, esses resíduos, que levam séculos para se decompor, podem vazar e contaminar os lençóis freáticos, o solo e os rios, causando danos às pessoas e aos animais. Esta orientação é feita ao público interno e externo de modo que tenham acesso aos postos coletores destes dejetos pelo Brasil.

Por que reciclar baterias?

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica – Abinee, o Brasil já recicla volumes expressivos de papel, plásticos, vidros, alumínio, ferro e outros materiais, porém, reciclar pilhas e baterias esgotadas ainda não é uma prática comum entre nós.

Descartá-las de forma incorreta é extremamente perigoso, além de ser uma ação que vai contra todo o princípio da reciclagem. Uma pilha comum, por exemplo, contém metais pesados, como chumbo, cádmio, mercúrio, zinco e outros, que são extremamente nocivos à saúde e ao meio ambiente.

Segundo informações do programa de "Papa - Pilhas" do Banco Santander, hoje, são vendidas no país mais de um bilhão de pilhas por mês. Menos de 1% desse volume é reciclado. O restante acaba indo parar no lixo. O problema ambiental é grave, já que apenas 35% dos 5 mil municípios brasileiros têm aterros sanitários. Os demais usam lixões a céu aberto, sem qualquer controle de impacto ambiental.

Método de apoio grupo KSI Brasil à prática de "Papa - pilhas"

- Levantamento dos postos coletores;

- Divulgação interna destes postos via teases de comunicação interna e intranet;

- Divulgação externa destes postos via artigos em veículos de comunicação em massa (Internet);

- Conscientização dos colaboradores internos.

Postos coletores

- Agências do banco Santander, presentes em todo Brasil, acesse lista de endereços em: (http://sustentabilidade.bancoreal.com.br/oquefazemos/praticasdegestao/Paginas/papapilhas.aspx) ;

- Rede de lojas da Drogaria SP (http://www.drogariasaopaulo.com.br/lojas/);

- Postos de Coleta em "Giro Ambiental - Manaus" (http://www.giroambiental.com.br/);

- Postos de Coleta em Campanha (MG): Ponto de coleta: Departamento de Meio Ambiente, que fica no prédio da Prefeitura, ou no Departamento de Cultura, no Museu Regional.

- Locais indicados pelo governo do estado de SP (http://www.ambiente.sp.gov.br/mutiraodolixoeletronico/dicas_locais.htm);

Dicas para usar corretamente pilhas e baterias

- No site do banco Santander, uma das empresas pioneiras neste tipo de projeto (http://sustentabilidade.bancoreal.com.br/oquefazemos/praticasdegestao/Paginas/papapilhas.aspx), podemos observar além dos postos de coleta, algumas dicas simples para o uso correto de pilhas e seus derivados:

- Colocar pilhas na geladeira não aumenta a carga, ao contrário, quando expostas ao frio ou calor o desempenho pode piorar.

- Na hora de trocá-las em um equipamento, substitua todas ao mesmo tempo.

- Retire-as se o aparelho for ficar um longo tempo sem uso, pois podem vazar.

- Não misture pilhas diferentes (alcalinas e comuns, novas e usadas). Isso prejudica o desempenho e a durabilidade.

- Prefira as pilhas e baterias recarregáveis ou alcalinas. Apesar de custarem um pouco mais, têm maior durabilidade.

- Guarde as pilhas em local seco e em temperatura ambiente.

- Nunca guarde pilhas e baterias junto com brinquedos, alimentos ou remédios.

- Não exponha pilhas e baterias ao calor excessivo ou à umidade. Elas podem vazar ou explodir.

- Pelas mesmas razões, não as incinere e, em hipótese alguma, tente abri-las.

- Nunca descarte pilhas e baterias no meio ambiente e não deixe que elas se transformem em brinquedo para as crianças.

- Evite comprar aparelhos portáteis com baterias embutidas não removíveis.

- Compre sempre produtos originais. Não use pilhas e baterias piratas

Conclusão

Nossa empresa apresenta a seguinte missão, visão & valores corporativos:

Missão: "Compreender e atender as necessidades de cada cliente, desenvolver e executar serviços e soluções personalizadas e inteligentes que auxilie o sucesso de seu negócio"

Visão: "Tornar-se um grupo de referência em soluções e serviços empresariais, em especial, em auditoria"

Valores: Orientação para o cliente; Orientação para resultados; Ética e profissionalismo; Inovação e criatividade; Trabalho em equipe; Iniciativa e pró – atividade; Qualidade; Auto – gerenciamento;

Esta ação de responsabilidade social está embasada pelo valor da "Inovação & Criatividade" onde traçamos uma estratégia simples de baixo investimento e grande impacto. Os colaboradores contam com o valor do "Auto-gerenciamento" e "Iniciativa e pró-atividade" para colocar estas dicas em prática.

Ações simples podem ser traçadas para que os colaboradores e a empresa se engajem em ações mais responsáveis. O projeto foi implementado em 11/2012. Referente a visão do colaborador sobre a empresa, poderemos apurar seus efetivos resultados na próxima pesquisa de clima. Sobre o retorno das ações (quantas pilhas coletadas) não será possível mensurar, o que na minha opinião é positivo pois resguarda a real intenção em atuar de forma social e não meramente gerar números de marketing empresarial.

Aos colaboradores e visitantes, contamos com o seu engajamento em participar desta ação junto ao grupo KSI Brasil e demais empresas que já se posicionam em prol de uma atuação mais responsável.

Abcs.

Bibliografia

Ø Banco Santander (www.santander.com.br)

Ø Faria, A. e Sauerbronn, F.F (2007). A responsabilidade social é uma questão estratégica? Uma abordagem crítica. São Paulo: Revista de Administração Pública.

Ø Gregório, B.S. (2004). A Virtude e as Virtudes. Texto de Internet:http://www.ceismael.com.br/filosofia/virtude-e-as-virtudes.htm consultado em 06/07/2011 às 19:30.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento