Gratidão!

Temos tantas coisas "importantes" para resolver todos os dias que por vezes não damos a devida atenção ao que temos dentro de casa. E quando se vê, passou, foi, acabou, e se quer tivemos a chance de dizer um "muito obrigado" a todas as experiências que aquela pessoa, aquele lugar, ou aquela situação nos proporcionou.

Sempre quis ter na parede de casa aquelas placas decorativas com frases inspiradoras, sabe? Mas dois motivos me seguravam na hora da compra... um porque eu não queria comprar mais coisas que acabassem na categoria "tralhas" depois de um tempo, e outro motivo era porque eu não sabia exatamente qual frase ou qual palavra eu pretendia olhar todo santo dia.

Sei que essas duas razões poderiam se resolver com um simples “vou comprar e pronto!". Mas não foi assim. Eu teimei em ter um propósito nisso.

Nem sei quanto tempo passou entre a indecisão da compra e a aquisição de fato. Sim, eu comprei o meu quadrinho inspirador! Mas foi uma jornada bem complexa de consumidor – uma jornada digna de estudo sobre gatilhos mentais, experiência do cliente, ponto de venda, e tudo que tem direito. Se tudo não estivesse jogando a favor, eu não tinha feito negócio!

Acreditando que tudo nesta vida tem um motivo, um dia em que eu andava na rua pensando sobre quanta coisa boa já me aconteceu nos últimos tempos, quanta gente bacana apareceu e quanta alegria a vida já me deu, distraída, quase tropecei nos trabalhos de um artista de rua, que entre tantas coisas que ele vendia, lá estavam também alguns pequenos quadros decorativos...

Pronto, achei o que eu queria. Um motivo! Lá estava a minha plaquinha, pequenina, bem simbólica. Já a palavra que ela trazia era tão forte que dispensava qualquer exigência em relação ao acabamento ou moldura. O meu quadrinho decorativo tinha estampado em uma cor bem viva a palavra: GRATIDÃO!

Estava ali a razão que eu tanto queria para tudo fazer sentido...

Assim como a escolha de um simples item decorativo, a gente tende a levar a vida como se tudo que temos ao nosso redor fosse ficar "ali" para sempre. Afinal, temos tantas coisas "importantes" para resolver todos os dias que por vezes não damos a devida atenção ao que temos dentro de casa. E quando se vê, passou, foi, acabou, e se quer tivemos a chance de dizer um "muito obrigado" a todas as experiências que aquela pessoa, aquele lugar, ou aquela situação nos proporcionou.

Eu sabia que aquele quadrinho era para mim. Mas também podia ser para muita gente. Sabia que podia ser para você, que talvez só estava precisando de um "sinal de fumaça" para dar muito, mas muito valor a toda a sua história, a todas as suas conquistas e a todos os seus aprendizados, pois eles todos te trouxeram até aqui e, daqui para frente, é só com você. A gente só avança quando agradece e segue.

Falando em futuro, qual será a próxima página da sua história? Comece a escrevê-la hoje mesmo!

Obrigada por você ter chegado até aqui comigo.

> Vamos falar mais sobre como você ou como a sua empresa podem usar estratégia digital para escrever os capítulos de uma presença on-line relevante?

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Lú

    Especialista em comportamento na Internet com mais de 15 anos de experiência em áreas de comunicação e marketing de renomadas empresas no Brasil e no exterior. Atua como estrategista digital e divide conhecimento nas funções de palestrante, educadora corporativa e autora. Defende a etiqueta digital como vantagem competitiva.

    café com admMinimizar