Café com ADM
#

Graduação e Competências

O mundo do trabalho tem requerido dos profissionais competências sofisticadas e cada vez mais focadas em suas áreas de atuação. Observar nos indivíduos o domínio de áreas específicas do saber e a preocupação permanente por aprimoramentos e capacitação tem sido uma exigência unânime das organizações ao selecionar profissionais para suas equipes. Estudar, pesquisar e buscar tem sido as palavras de ordem do momento para a colocação profissional diferenciada e sustentável no ambiente empresarial competitivo. A formação universitária, nas suas formas de graduação, é a grande porta de entrada para o preenchimento dessas exigências por competências e habilidades na estruturação de uma carreira profissional com excelência. Os últimos dados do IBGE mostram que somente 6,8% da população brasileira (aproximadamente 5,8 milhões de pessoas), com idade maior que 25 anos, concluiu o nível superior graduação). Esses números indicam a enorme necessidade de formação superior profissional para suprir as demandas do mundo do trabalho no universo brasileiro. Em comparação com o mercado internacional, o Brasil apresenta uma elevada defasagem na formação universitária de seus profissionais. Pesquisas do Banco Mundial indicam que, no final da última década, o Brasil possuía uma taxa bruta de escolarização no ensino superior de aproximadamente 15%. Vale destacar que essa taxa mede número de matrículas em comparação com a população na idade universitária, sem medir o número de graduados. No mesmo período de tempo, conforme o Banco Mundial, na vizinha Argentina, a taxa era de 36%, no Chile 38%, da mesma forma 21% no México e 73% nos EUA. A motivação de estudar e buscar capacitação vem de uma convergência de fatores sociais e valores culturais que impulsionam o indivíduo na busca do saber. Essa motivação deve ser da responsabilidade de todos: profissionais, dirigentes e organizações. Assim, o estudar tem uma dimensão muito maior que simplesmente o tempo despendido, o custo de uma vaga ou uma mensalidade escolar. Essa dimensão está relacionada com as prioridades individuais e coletivas para o presente e o futuro, para o profissional e também para a sociedade. Quem procura alavancar a carreira no mundo profissional tem que estabelecer como prioridade o investimento na formação de novas competências, buscando uma melhor vinculação com as exigências das organizações que estão no mercado. Para tanto, é imprescindível uma moderna e ágil formação acadêmica, que possibilite ao indivíduo a condição de busca permanente do crescimento, apontando para a abertura de novos rumos.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.