Gestão Estratégica: Planejamento

Dentre as quatro funções do administrador, o planejamento pode ser considerado como o marco inicial, o alicerce, para que se de continuidade a um modelo de gestão estratégica eficiente e eficaz. Compreende dentro muitos fatores, a análise dos pontos fortes e fracos da empresa (diagnóstico), de modo a compensar ambos por intermédio de estratégias. Um bom planejamento é de suma importância para a gestão estratégica por estabelecer parâmetros, determinar planos e metas, para que não se perca o foco na eficácia dos projetos, ou seja, que seja feito o que realmente precisa ser feito para se alcançar os objetivos, minimizando ao máximo os desvios e perdas. Um bom planejamento geralmente vem acompanhado de um cronograma e, se for o caso, um orçamento, para que se formalize de forma numérica e temporal todos os objetivos da empresa. Isso diminui significantemente a subjetividade e torna o planejamento mais atraente, resultando em maior participação e compreensão por parte dos colaboradores. Existe, no entanto, mais de um tipo de planejamento, o estratégico é o que mais se enquadra aos preceitos da gestão estratégica, pois em detrimento ao operacional, preocupar-se principalmente em dar ênfase aos aspectos estratégicos (por exemplo, como vender mais que meu concorrente?) e nem tanto com os quesitos formais e orçamentários. Por fim, independente do tipo de planejamento, a análise das informações de forma a antever certos acontecimentos e o auto conhecimento empresarial, são importantíssimos para sobrevivência e continuidade de um negócio.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Rodrigo Silva

    Rodrigo Silva

    Administração de Empresas
    café com admMinimizar