Gestão de Projetos, sua ferramenta de competitividade

A inovação está na pauta da maioria das empresas como fator de sobrevivência e é em momento de crise que os empresários reavaliam seus modelos de atuação

Em um mundo em constante mutação e de muitas incertezas, cada vez mais
as empresas trabalham no planejamento estratégico definindo seus objetivos e
prioridades. A inovação está na pauta da maioria das empresas como fator de
sobrevivência e é em momento de crise que os empresários reavaliam seus modelos de atuação.

Além da estratégia, as empresas trabalham no planejamento operacional, definindo o portfólio de projetos. Após essa fase, define-se os projetos prioritários (normalmente são eleitos aqueles que agregam valor ao cliente), eficiência operacional e inovação, como, por exemplo, lançamento de produtos.

Em seguida, entra a fase de execução, onde as empresas se deparam com
falta de recursos, ferramentas e pessoas qualificadas para o gerenciamento de
projetos, fatores que podem fazer toda a diferença no cenário competitivo.

Quando falamos principalmente de pessoas, o mercado exige um profissional
que tenha não somente um certificado de Gestão de Projetos, mas também
capacidade para entender os processos de negócios, ajudar na definição
do business case, ajudar da especificação funcional das necessidades de
TI, integração com outros projetos, múltiplas tecnologias, sistema legados e fornecedores internos e externos.

O gerenciamento de projetos de TI tem sido fundamental para o sucesso das
organizações, porque a aplicação correta das técnicas de gestão dos projetos tem comprovado uma substancial melhoria na qualidade dos produtos, na comunicação interna e externa, no gerenciamento dos recursos humanos, na satisfação dos clientes, entre outros itens.

De forma macro, podemos dizer que a gerência de projetos visa reduzir os riscos de fracasso em um nível tão baixo, quanto necessário durante o ciclo
de vida do projeto. O risco de fracasso aumenta conforme a presença de
incertezas durante todos os estágios do projeto. Alguns especialistas no
assunto dizem que o gerenciamento de projetos é a capacidade de definir e
alcançar objetivos, ao mesmo tempo em que se otimiza o uso de recursos como tempo, dinheiro, pessoas, espaço, etc.

De acordo com o Project Manager Institute (PMI - Associação que reúne e
certifica profissionais do setor), serão criados 13 milhões de novos postos para
Gerentes de Projetos em todo o mundo até 2020. Porém, manter um
profissional desse tem alto custo e uma alternativa saudável é a terceirização
dessa atividade.

Um time bem treinado consegue aplicar seus conhecimentos, habilidades e
técnicas na elaboração das atividades relacionadas ao projeto para atingir o
conjunto de objetivos pré-definidos.

O conhecimento e as práticas da gerência de projetos podem ser classificados
em cinco grupos de processos (iniciação, planejamento, execução, controle e
encerramento) e nove áreas de conhecimentos que englobam a gerência de:
integração de projetos, do escopo dos projetos, do tempo do projeto, do custo,
da qualidade dos projetos, dos recursos humanos envolvidos, da gerência de
comunicação do projeto, dos riscos e das aquisições.

Mas o sucesso da gestão de projetos vai além da capacidade de aplicar as
técnicas recomendadas (e ensinadas) pelo PMI. É extremamente necessário
habilidades interpessoais, capacidade de liderança, comunicação, negociação
e empatia para ter sucesso nessa atividade.

Porque o objetivo da gestão é manter o progresso e a interação mútua contínua dos diversos participantes do empreendimento, para garantir o
sucesso reduzir o risco de fracasso do projeto.

Ou seja: ter conhecimento técnico é necessário, mas saber lidar com pessoas
é fundamental, pois quem entrega o projeto não é o gerente, é a equipe.

Com a colaboração de Sérgio Donadio, Diretor de Negócios da Global TI.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento