Gestão de fornecedores: pontos críticos na relação B2B

Dentro da necessidade de fortalecer e otimizar as relações entre empresas e seus fornecedores, diante de um ambiente econômico de incertezas, é preciso dar atenção especial a alguns aspectos cruciais na relação "business to business"

A gestão de fornecedores configura um tema de extrema importância na estrutura de qualquer empresa, e quando o cenário econômico do país apresenta um ambiente hostil como o que estamos atravessando neste início de 2016, essa questão torna-se ainda mais relevante para o sucesso (ou sobrevivência) da sua organização.

Nessa hora, vale lembrar de alguns pontos importantes, não necessariamente sobre as compras à serem realizadas, pois os aspectos técnicos sobre cada uma delas pertence a diferentes realidades, mas sobre o relacionamento, formação e manutenção da cadeia de fornecedores.

  1. Proximidade - Mantenha-se próximo a seus fornecedores. Mesmo em momentos que você não precisa realizar um novo pedido converse com eles, pergunte sobre o mercado e fortaleça aquela relação de parceria entre as empresas. São nessas conversas que muitas vezes adquirimos novas informações sobre o desenvolvimento de produtos, possibilidades de novos negócios e absorvermos diferentes informações sobre o mercado.
  2. Expanda a cadeia de fornecedores - A instabilidade da economia pode atingir à todos, e nossos fornecedores não estão imunes a intempéries. Desde o aumento no preço dos insumos importados até prazos de fornecimento que não atendem mais a sua demanda, as variáveis que podem surgir e complicar as relações de fornecimento são inúmeras. É importante abrir novas portas, conhecer a qualidade dos materiais e formas de trabalho de outros fornecedores, sem deixar de lado as empresas que lhe atendem atualmente, mas de tal maneira que, num momento de necessidade, possamos contar com outras opções, sem termos surpresas desagradáveis.
  3. Atenção à mudanças - Esse ponto casa especialmente com a questão da proximidade, mas sobre outra ótica. Devido as dificuldades encontradas no mercado, diversas empresas que anteriormente trabalhavam somente atendendo a sua rede de distribuidores, agora estão "atacando" diretamente os clientes finais, visando maiores margens e um novo fôlego para as vendas. Fique atento para não ser surpreendido, conheça a equipe comercial de seus fornecedores, converse com seus clientes e, quando possível, até mesmo com seus concorrentes. A informação é a arma mais valiosa para se posicionar no mercado, sem jamais se acomodar.

Sem dúvida existem inúmeras questões que podem e devem ser abordadas dentro da relação B2B, por isso lembre-se sempre de pesquisar, conversar (saber ouvir) e observar. É no casamento do contexto empresarial com o conhecimento técnico que surge o diferencial para alcançar seus objetivos.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento