Gerente Sustentável

As alterações ambientais, e a consequente escassez de recursos, ocasionam mudanças nos hábitos dos clientes, modificando a postura do gestor.

Nos últimos tempos, termos como responsabilidade social, sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, passaram a ser ponto principal nas discussões mundiais. Organizações não governamentais emergiram das profundezas da solidão, para interagir de forma concreta e efetiva com as entidades públicas e privadas. A mentalidade do empreendedor mudou, mas antes disso, a dos clientes também. Hoje a percepção da responsabilidade social não é exclusividade de ONGs, estando inseridas no contexto e estratégias, desde multinacionais, até as microempresas.


A utilização desenfreada dos recursos naturais, e suas consequências, estão ganhando espaço e mudando o foco dos objetivos organizacionais. As pessoas mudaram seus hábitos, valorizando produtos e serviços que atendem determinadas especificações. Do outro lado, essa mudança nos hábitos dos consumidores criou a oportunidade para a inovação da administração, proporcionando produtos diferenciados e expandindo o leque de serviços. Essas atitudes ocasionaram a explosão do mercado de selos de padrão de qualidade e ambientais, os famosos selos verdes.

O mercado abriu portas para os criativos, para os ousados, para os que querem mudar o mundo com produtos eficientes de baixo impacto ambiental. Foi por meio da responsabilidade social que as empresas encontraram alternativas para treinar e captar mão de obra especializada. Exemplo disso são algumas organizações que adotaram os bairros próximos as suas instalações, realizando projetos diversos, oferecendo estudo e emprego na própria vizinhança. Assim, essas empresas conseguem treinar e absorver trabalhadores, criando um vínculo muito mais forte ao fazerem com que esse pessoal seja parte de um projeto contínuo, podendo contribuir para o desenvolvimento e aumentando a qualidade de vida da sua região.

O novo desafio das empresas é se tornarem verdes. O caminho para atingir esse objetivo será definido pelos seus líderes. O bom líder deve se adaptar ao mercado e contribuir com a melhoria do ambiente, interno e externo, onde estão inseridos. A partir do momento que a visão da responsabilidade social for inerente aos gestores, as empresas terão força e fôlego para sobrevirem às tempestades globais. É na sustentabilidade que o futuro é garantido para as próximas gerações. Está na hora de rever seus conceitos, de se reinventar, de ser sustentável.

Acesse nosso blog: www.administrando.blog.com

Curta nossa página no facebook: www.facebook.com/administrando.blog

ExibirMinimizar
Digital