Gerenciamento empresarial: Habilidades e Competências

Resumo: A influência que o gerente exerce no processo de mudança organizacional é fundamental em construir espaços nas organizações, sejam estes para facilitar as discussões e questionamentos do grupo. Este estudo busca levantar algumas reflexões sobre o papel da liderança tendo em vista as novas formas de organização do trabalho, suas habilidades, competências e a respectiva gestão da informação. A revisão da literatura centra-se nos tipos de gerenciamento, nas habilidades e nas competências do indivíduo na organização. Entrelaça-se considerações sobre a liderança e a informação como instrumentos que possibilitam o diferencial competitivo. Palavras-chave: Gerenciamento, Gerentes; Habilidades e Competências, Papéis de gerenciamento; Organização. Introdução: Neste mundo competitivo, a importância de ser um diferencial é essencial para os gerentes que quer se atuar no mercado de trabalho. Este artigo mostra a importância do desenvolvimento e a necessidade de mudanças para um gerenciamento onde a aptidão por competências é o essencial em uma organização. Ter competências e habilidades são elementos essenciais para o bom desenvolvimento gerencial dentro de uma organização. Com isso é importante que o gerente ao gerenciar uma organização conheça a cultura e desenvolva em si suas habilidades e as devidas competências exigidas, para um bom gerenciamento. Pensando nestas questões, o objetivo deste artigo consiste em realizar uma reflexão referente ao papel do gerente na organização e principalmente reconhecer quais são as habilidades, competências que o indivíduo necessita para atuar qualitativamente no gerenciamento empresarial. A seguir são delineadas algumas características deste perfil. Os Papéis do Gerente Os gerentes desempenha papeis essenciais dentro das organizações. Suas atividades são diversas e não são estabelecidas através de padrões exigidos, podem ser realizadas individualmente ou em equipes mas todas iniciadas e incentivadas a partir do gerente, ou seja são pensantes e inovadores. Um papel importantíssimo do gerente na organização e ser o representante da mesma dentro e fora dela. São os responsáveis pela a tomada de decisão e resolve os diversos problemas da empresa; são processadores de informações, analisa variados relatórios e as atividades dos colaboradores da organização; é responsável pela apresentação de resultados à seus superiores. Os gerentes gerais e executivos de topo devem ter desenvolvidas suas habilidades pessoais. Uma mente analítica capaz de avaliar grandes números de informação e dados rapidamente é muito importante, como é a habilidade para considerar e avaliar o inter-relação de numerosos fatores. Os gerentes também devem-se comunicar claramente e persuadirem. Outras qualidades críticas para sucesso administrativo incluem liderança, auto-confiança, motivação, capacidade de decisão, flexibilidade, julgamento empresarial e determinação. Na obra de Maximiano (2000) ele descreve o estudo que Mintzberg (1973), realizou sobre os variados papéis que os gerentes desempenha, divididos em três categorias que são: Interpessoais: deve atuar como figura de proa que compreende todas as atividades nas quais o gerente represente; como líder, permeia todas as atividades gerenciais e não é uma atividade isolada, estão estritamente relacionadas com a condição da equipe de trabalho; ligações entre os diversos grupos existentes na empresa e fora dela, isso permite fazer o intercâmbio de recursos e informações necessárias para trabalhar. Processamento de informações: deve monitorar as informações coletadas no mercado e na empresa, deve atuar como porta voz.. Decisões: deve ser empreendedor o gerente atua como iniciador e planejador, controlador de distúrbios, administrador de recursos e negociador. Habilidades e competências gerenciais Nesse contexto podemos relacionar o pensamento de Maximiano (2000, p.41), segundo o qual: Habilidades e competências são as qualificações que uma pessoa deve ter para ocupar um cargo e desempenha-lo eficazmente. As competências específicas que são necessárias para ocupar um cargo de gerente depende do nível hierárquico, das tarefas do gerente, do tipo de organização e de outros fatores. De forma geral, as competências gerenciais são classificadas em três categorias: conhecimentos, habilidades e atitudes. Desse modo compreende-se que competências são influenciadas a partir da cultura organizacional para a qual o gerente trabalha, obedecendo os níveis hierárquicos da organização. Segundo as três categorias que Maximiano relacionou podemos classifica-las da seguinte forma: Conhecimentos - abrange as variadas técnicas e informações que o gerente domina e que são essenciais para o desenvolvimento de seu cargo, através da visão dispersa que identifica os limites que os responsáveis pela empresa entrever dentro de um período de tempo. Um dos principais tipos de conhecimento é a competência técnica sobre o que se trata, realizando a análise ambiental e a monitoração do seu ambiente de negócios identificando as ameaças e as oportunidades de mercado através dos pontos fortes e fracos da organização. Identifica também as variáveis que influenciam no negócio, nas metas e objetivos da organização, isto é o resultado para o qual a empresa direciona seus esforços. Para Maximiano (2000, p.41), os conhecimentos funcionam como pontos de referência para a compreensão da realidade e como base para o desenvolvimento de habilidades. Habilidades Para que um gerenciamento eficaz, os bons gerentes fazem uso podem ser classificadas em quatro tipos: Conceitual, Técnica, Administrativa, De relações humanas. Conceitual: São as habilidades mentais necessárias para se obter, analisar e interpretar informações de varias fontes e a partir daí tomar decisões complexas. Isso envolve as relações da partes com o todo, chegando a um significado através de dados conflitantes e inadequados. Técnica: São as habilidades do conhecimento, instrumentos e técnicas de um campo específico. Ou seja a execução mecânica de um determinado trabalho. ex.: a elaboração de declarações financeiras. As habilidades técnicas são apenas parte do necessário para se tornar um gerente eficiente. Administrativa: São as capacidades associadas as funções de planejamento, organização, contratação de pessoas e controle. Essas habilidades fazem com que os gerentes se adapta ao conjunto de procedimentos. De relações humanas: São as capacidades para compreender outras pessoas e interagir-se com elas eficazmente. Essa habilidade exige do gerente uma rede de relacionamento humanos e de outras habilidades comportamentais para o relacionamento com pessoas dentro e fora da organização. Considerações Finais Com base nos conceitos mencionados no decorrer deste artigo conclui-se que para um gerenciamento eficiente é exigido do gerente competências e habilidades, para interligar-se com os departamentos da organização, ou uma depende da outra. Isso faz com que os departamentos da empresa se interagem-se , trazendo resultados positivos para a organização. Com a competição no mundo globalizado que vivemos atualmente compete ao gerente se manter atualizado e preparado para o mercado de trabalho. Referencias Bibliográficas MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Introdução à administração 5ª. Ed. revista e ampliada SÃO PAULO: Atlas, 2000. Pg. 25 - 44. STONER, James A. F. , FREEMAN, R. Edward. Administração 5ª. Ed. RIO DE JANEIRO: Livros Técnicos e Científicos S.A 1999. Pg. 8 12 MEGGINSON, Leon C., MOSLEY, Donald C., JR., Paul H. Pietri. Administração - Conceitos e Aplicações 4ª. Ed. SÃO PAULO: Harbra, 1998. Pg. 26 28.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.