Força de vendas: preparando sua estrutura

Como escrevi no artigo anterior o consumidor hoje entra em contato com a sua empresa já sabendo coisas que talvez o seu próprio pessoal de vendas ou de atendimento não saiba, e esta lacuna pode ser decisiva para que ele escolha fazer negócio com o concorrente e não com você

Você deve ter lido o primeiro artigo Força de Vendas – A nova forma de vender, publicado aqui no portal, e descobriu que a sua forma de vender precisa mudar, ou que pode ser aprimorada, então você está no caminho certo, e este artigo é para você!

Como escrevi no artigo anterior o consumidor hoje entra em contato com a sua empresa já sabendo coisas que talvez o seu próprio pessoal de vendas ou de atendimento não saiba, e esta lacuna pode ser decisiva para que ele escolha fazer negócio com o concorrente e não com você.

Os questionamentos e comparações que este consumidor pode trazer podem ser informações relevantes sobre a concorrência e até mesmo sobre seus produtos e serviços, apontando necessidades de aprimoramento que sua empresa não perceba!

A empresa pode transformar esta situação em algo positivo, pode sim utilizar isto como uma oportunidade de inovar seu negócio. Este é apenas um exemplo, e na maior parte das vezes demonstra como as empresas estão despreparadas, por não perceberem que isto pode fazer parte da sua força de vendas.

Como então preparar a empresa para esta e outras situações?

É necessário que a empresa tenha uma estrutura ativa e útil de comunicação e relacionamento com o consumidor, propiciando uma experiência prazerosa, demonstrando desde este primeiro contato que realmente deseja agregar algo a mais, algo além de um produto ou serviço.

Todas as informações podem ser colocadas na sua estrutura de internet, demonstre como seu produto ou serviço pode resolver o problema que este consumidor precisa.

É um curso de inglês? Então demonstre em números e estatísticas como este curso pode ser relevante para determinadas carreiras. Você pode criar grupos de estudos privados via mídia social ou fóruns para manter seus alunos ativos mesmo fora da sala de aula.

O site da sua empresa deve ser institucional demonstrando a empresa, sua história, seus produtos e serviços, fundadores, missão, valores, etc.

Mas o blog (que pode estar na estrutura do site ou a parte dele) deve ser totalmente informativo, deve educar o público alvo (clientes e não clientes) a utilizar, comprar e propagar os benefícios que a sua empresa proporciona.

E a sua loja virtual? Deve apenas exibir os produtos, descrição detalhada dos aspectos técnicos, valores e formas de pagamento?

Eu afirmo que não, ela deve ter conteúdo útil e relevante, demonstrar como seu produto por ser aplicado, deve ter campanhas, incentivos, clube de pontos, etc.

Ela deve ser mais do que loja, também deve fazer parte do sua estratégia de comunicação e relacionamento, deve estar dentro das suas metas e objetivos de vendas. Deve ser o seu ativo de vendas!

Campanhas devem ser criadas seja através das mídias sociais ou ainda do Google para divulgar sua empresa, uma promoção ou serviço. E assim acelerar a exposição do seu negócio.

Lembre que aparecer nos dispositivos móveis é essencial, verifique como seu site ou blog são visualizados, se necessário vale a pena investir e contratar um serviço para refazê-los, pois aparecer em tablets, smartphones e celulares já não é um diferencial e sim obrigação.

Mas tudo isso só fará sentido se for ao encontro daquilo que o consumidor procura:INFORMAÇÃO ÚTIL, OBJETIVA e RELEVANTE para que ELE MESMO POSSA DECIDIR comQUEM ELE IRÁ FAZER NEGÓCIO.

Então sua empresa pode facilitar e muito o trabalho da sua força de vendas: utilize a internet e suas plataformas para antecipar etapas de vendas e de fechamento de negócios, conhecendo público relevante e criando uma rede de contatos para futuros negócios.

Comece este processo internamente, envolvendo todos nos processos de venda e desta forma seus vendedores e atendimento não serão pegos de surpresa por um consumidor superinformado e questionador.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento