Família e escola: uma parceria que dá certo

A família é a primeira instituição a qual o educando se socializa e a partir daí é iniciado todo o processo educacional. O educando começa a frequentar a escola, com um certo saber que, no entanto, precisa ser aprofundado e enriquecido

A família é a base de todo indivíduo, nela ocorre a primeira socialização, por isso a importância de uma boa estrutura familiar, onde é necessário que os pais dêem aos filhos muito amor, carinho, dedicação, atenção e diálogo.

No entanto, o que podemos observar é uma sociedade egoísta com muitas famílias vivendo precariamente. Muitas crianças nascem em lares pobres, por isso na maioria das vezes, não têm direito há uma boa alimentação, moradia e quando estudam poucas são motivadas e têm prazer nos estudos, portanto, os membros familiares influenciam na formação do futuro cidadão, pois, ao chegar no ambiente escolar o educando irá refletir a sua vivencia com seus parentes.

Ao se socializar com as outras crianças os atos vão mostrar como está sendo modelada a sua personalidade, segue-se uma regra imposta pela a sociedade que se o educando foi criado com amor ele será amoroso, todavia, se foi com brigas, discussões, ele será problemático. É interessante que os educadores estejam atentos a essas crianças para depois analisar e descobrir a melhor forma de se trabalhar em sala de aula. Entretanto, a dificuldade maior encontrada hoje na educação é justamente a aproximação dos pais com a escola, pois eles sempre apresentam desculpas se mantendo ausentes, transferindo a responsabilidade para o professor, desestimulando seu filho, complicando o desenvolvimento da criança que geralmente sem a devida dedicação se isola. Porém a mudança só ocorrerá quando acontecer um despertar de consciência dessas famílias, observando a importância de educar em união com a escola, construindo e preparando as crianças para o meio social, e sim deve acontecer em parceria com a família e escola.

Os pais devem participar integralmente da vida social e escolar dos seus filhos, precisam estar informados quanto ao seu desenvolvimento, pois assim irão contribuir auxiliando os educadores. Ambos, família e escola estarão trabalhando juntos no propósito de com a criança estimular, incentivar e melhorar o seu rendimento escolar.

A frequência dos pais no espaço escolar só ajudará a melhorar o trabalho do educador e dessa forma irá facilitar o ensino-aprendizagem do aluno. A família deve, sem dúvidas, ter um diálogo aberto, ficando por dentro do comportamento de seus filhos. Existem vários problemas que a solução deve ser a união das duas instituições para ser resolvidas, pois há crianças com problemas comportamentais e outros mais sérios, como o cognitivo que, muitas vezes, os pais não acompanham os filhos na escola e imaginam que é o educador que não é capaz de ensinar, porém a explicação e subestimava à necessidade que o aluno precisa vivenciar o conteúdo com clareza, onde venha a compreender aquilo que está sendo ensinado, no entanto, não é da forma que os pais esperam.

Eles devem acompanhar os problemas pelos quais seus filhos passem e interagir juntos com professores, fazendo a parte que lhes cabe, pois de nada adiantará à escola trabalhar para o desenvolvimento do aluno se os pais não assumirem suas responsabilidades.

Segundo Paulo Freire:

"A mudança é uma constatação natural e da história. O que ocorre é que há etapas, nas culturas, em que as mudanças se dão de maneira acelerada... E dentro dessa conjuntura está a família e a escola, ambas tentando encontrar caminhos em meio a esses novos contextos, sociais, econômicos e culturais que nos impõem." (FREIRE, Paulo. 2006:25)

Neste contexto a criança irá observa a socialização da família com a escola e isso passará mais segurança ao indivíduo onde poderá sempre contar com seus familiares diante os problemas vivenciados em seu cotidiano e a escola sempre estará compartilhando para formar verdadeiros cidadãos, onde o interagir da instituição família e escola e passarão a ter o sucesso do educando.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento