Existe separação entre vida pessoal e profissional?

Na atualidade existem muitos profissionais que ainda permanecem com a visão arcaica de que existe separação entre a vida pessoal e a profissional. Não é raro escutar um Sei bem separar minha vida pessoal do meu trabalho. Caros amigos, sempre que escuto tal afirmação procuro oportunidade para perguntas básicas como: Quando você passa por problemas familiares consegue deixá-los em casa e trabalhar sem pensar neles? Quando passa por problemas financeiros consegue esquecê-los? Quando está com problemas no trabalho esquece-os quando chega em casa? A resposta para todas essas perguntas é uma só Não. Você não consegue dividir sua mente, o máximo que pode conseguir é distrair-se um pouco, mas logo retornará o que te aflige. O homem é uma unidade bio-psico-social, fatores biológicos, psicológicos e sociais vão estar presentes em suas ações em qualquer lugar que ele esteja, o que se aplica também as organizações (Ana Paula Ribas, 2005). O ser humano necessita estar bem para executar suas tarefas, o seu bem-estar é primordial para promover seu sucesso e concretizar suas realizações. É perspicaz saber administrar sua vida pessoal e profissional, não procure esconder seus problemas, é mais saudável você dialogar com a organização no qual trabalha e expor suas aflições, proponha sair de licença ou obter um horário flexível até a resolução. A saúde bio-psico-social é de interesse absoluto das organizações que priorizam o seu capital intelectual, sua produtividade depende de colaboradores felizes, saudáveis e motivados. Um erro muito comum acontece nas empresas, o colaborador passa por problemas pessoais e não visualiza que irá afetar no seu desempenho, eles não percebem que os seus problemas pessoais influenciam diretamente no ambiente organizacional. Assim, não comunicam ao departamento RH ou a chefia o momento conturbado que estão passando, só o fazem quando são advertidos pela baixa produtividade ou por envolvimento em conflitos interpessoais. Quando se atinge esse patamar, o colaborador irá somatizar seus problemas, pois advertido terá menos tempo para melhorar seu desempenho e será monitorado com cautela. Portanto, administrar sua carreira depende exclusivamente de como organizar sua vida pessoal e vice-versa; perceba que ambas andam em sincronia. As organizações modernas visualizam o seu capital humano como bens essenciais ao sucesso, preocupam-se e atendem prontamente ao colaborador que esteja apto a compartilhar seus momentos difíceis. Mude sua maneira de pensar e agir, promova o diálogo na sua empresa. Ler aumenta a capacidade de argumento, ler alimenta a alma. Um abraço. PAULA RIBAS, Ana. Produção, Emoção e Contentamento, Jornal do Comércio, Recife, 25 jul. 2004. Classificados, p. 45.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.