Evite as armadilhas da procrastinação

Para evitar as armadilhas da procrastinação, é necessário encontrar o propósito, o que te move, e para isso é importante identificar em qual estágio está a sua carreira no momento

Se você levanta o tempo todo de sua mesa para tomar café ou fazer alguma outra coisa sem urgência; lota sua lista de tarefas com atividades simples e rápidas, mas sem grande importância, como responder e-mails; precisa sempre estar de bom humor para realizar as tarefas mais importantes do seu projeto; possui uma lista enorme de afazeres e praticamente não completa nenhum deles, sinto dizer, mas você pode estar caindo nas armadilhas da procrastinação.

Todos nós temos dois gatilhos motivacionais: a dor e o prazer.

O gatilho motivacional pela DOR é acionado quando um evento nos obriga a adotar um novo comportamento, por exemplo, a ameaça de uma demissão faz o colaborador parar de adiar a entrega do relatório de performance.

Já o gatilho motivacional pelo PRAZER é acionado quando a recompensa que teremos ao adquirir o novo comportamento nos motiva a desenvolvê-lo, por exemplo, a possibilidade de ser reconhecido com uma promoção faz o colaborador entregar o relatório de performance antes do prazo.

O fato é que quem procrastina, procrastina por não encontrar PRAZER na atividade a ser realizada, e logo isso se tornará um conjunto de urgências, ou seja, só há entrega pela DOR do prazo apertado e de outras pessoas pressionando. Se isso ocorre com frequência, é necessário encontrar um propósito na realização do seu trabalho, da sua atividade. Caso isso não ocorra, as consequências podem ser irreversíveis na carreira do profissional, pois o sentimento de impotência poderá acarretar na aquisição de crenças limitantes.

Para evitar as armadilhas da procrastinação, é necessário encontrar o propósito, o que te move, e para isso é importante identificar em qual estágio está a sua carreira no momento:

#ESTÁGIO 1 - SOBREVIVÊNCIA: Este estágio retrata bem o que não é ser livre. Geralmente, o trabalho o escraviza, pois serve apenas para pagar as contas. Não é comprometido com a empresa, porque a regra do jogo é sobreviver; neste nível procrastinar é rotina. Quando estamos neste estágio, não há propósito. O trabalho definitivamente não proporciona prazer.

#ESTÁGIO 2 - DINHEIRO: Neste estágio, além de sobreviver, o profissional pode construir um patrimônio. É mais motivado e faz acontecer, sabe produzir resultados. Porém, não é apaixonado pelo trabalho. Esse perfil procrastina menos, mas não deixa de fazê-lo.

#ESTÁGIO 3 - REALIZAÇÃO DE UM PROPÓSITO: Aqui, o nível de procrastinação praticamente não existe, pois o que move o indivíduo é o seu propósito de vida. Já ultrapassou o limite da sobrevivência e acúmulo de dinheiro. É movido por uma visão de longo prazo e sabe onde quer chegar.

Depois de identificar em qual estágio encontra-se a sua carreira é hora de tomar a decisão certa de uma vez por todas e tornar-se o profissional que fará a diferença. O primeiro passo é ENCONTRAR O SEU PROPÓSITO: identifique o que te move, o que faz você dar 110% de energia. Depois DESENHE O FUTURO: planeje, coloque no papel. Como será a sua vida quando atingir este objetivo? Quais comportamentos são necessários desenvolver? Isso comprometerá você com o seu futuro. E, por último, MANTENHA A DISCIPLINA: lembre-se do porquê você levanta da cama todos os dias, onde você quer chegar e o que isso lhe proporcionará. Se fizer sentido e valer a pena, você manterá o foco.

Evite as armadilhas da procrastinação encontrando o propósito para você fazer o que faz! Logo, você perceberá que seu dia a dia se tornará mais leve por você encontrar PRAZER naquilo que realiza!

Cuide da sua carreira!

Gostou? Então compartilhe com seus amigos e os ajude a serem mais felizes eliminando a procrastinação.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento