Evite a falência de sua empresa com 4 dicas

Empresas com esse tipo de gerenciamento sobrevivem no máximo por 3 anos no mercado. Para não chegar a esse ponto e evitar que tudo vá para os ares, elaborei uma lista com alguns processos...

Existem muitos fatores que levam ao comprometimento financeiro de uma empresa e alguma delas podem levar a falência quando se percebe que os principais indicadores de venda e qualidade começam a cair, essa é a hora de se preocupar e muito com algumas operações e processos internos.

Muitas empresas acabam fechando as portas por descuido do próprio empresário por não ter conhecimento do fluxo de caixa, problemas com funcionários, perca do público alvo, mal investimento em marketing e divulgações, sociedade e parcerias ruins, má gestão dos processos administrativos entre outros tantos problemas juntos com a falta de organização. Empresas com um péssimo gerenciamento sobrevivem no máximo por 3 anos.

Para não chegar a esse ponto e evitar que tudo vá para os ares, elaborei uma lista com alguns processos, os quais acredito que irão ajudar com o controle administrativo.

ANÁLISE
A análise de alguns indicadores específicos poderá ajudar a entender o quadro financeiro e tomar as medidas cabíveis. Veja quais:

Relatório dos serviços/produtos vendidos dos últimos 6 meses: Servirá para verificar a quantidade de dinheiro que entrou em caixa nos últimos 6 meses, faça a soma e verifique o montante dos meses.

Relatório do fluxo de caixa detalhado dos últimos 6 meses: Servirá para entender a quantidade de dinheiro que entrou e como entrou e a quantidade de dinheiro que saiu e no que foi gasto.

Relatório do Controle de estoque dos últimos 6 meses: Servirá para verificar como os materiais foram utilizados de acordo com as necessidades de cada mês e para manter provisões para os meses seguintes.

Extraia desses relatórios os seguintes indicadores:

Produtos, serviços, encargos, impostos que baratearam e encareceram; Contas que atrasaram; Baixa e alta das vendas; Clientes que mais compram e menos compram; Clientes que começaram a comprar; Clientes que deixaram de comprar; Clientes que não pagaram; Produtos/serviços mais e menos vendidos; Produtos parados no estoque; Quantidade de material utilizados mensalmente.

Após analisar esses indicadores, faça os ajustes necessários e mantenha os resultados positivos. Monitore as vendas de produtos/serviços diariamente e mantenha o controle de todo centavo que entra e que sai.

ORGANIZAÇÃO
Feito a análise é interessante manter a organização desses processos e das pessoas envolvidas.

Estabeleça uma data para o pagamento de impostos, encargos, taxas, tributos (pagamento de funcionários, DARF, DAS, PIS, COFINS e afins).

Se possível, após 10 dias uteis efetue o pagamento de despesas como agua, luz, telefone, internet, serviços solicitados, fornecedores e materiais.

Obs: Evite misturar contas pessoais com contas da empresa. Separe a quantidade necessária em seu pró-labore.

Estabeleça datas para o recebimento do dinheiro dos produtos/serviços vendidos com 5 dias uteis antes do pagamento das contas. Esse intervalo ajudará a manter a conta equilibrada, podendo livrar a conta do negativo e longe dos juros dos bancos. É interessante manter uma quantidade extra na conta para possíveis eventualidades.

Reveja mensalmente seu quadro de funcionários, clientes, fornecedores e até mesmo sociedades, como diz um antigo ditado, separe o joio do trigo. Trabalhe com os melhores orçamentos e elabore bons orçamentos também para alcançar suas metas de venda. Organize bem sua equipe e só mantenha o melhor ao seu lado.

Veja a satisfação de seus funcionários e os ouça, existem muitos problemas que muitas vezes acabam não chegando a diretória os quais podem gerar problemas e desorganização. É de extrema importância manter o bem-estar dos funcionários.

PREVENÇÃO
A melhor prevenção de todas é manter seus clientes atuais e obter novos clientes, e garantir que eles sempre irão comprar de você. Uma maneira de obter e manter clientes é fazendo pesquisas para achar o público alvo e ter um bom serviço/produto e atendimento para que as pessoas elogiem seu trabalho e passem as suas informações adiante pois o marketing boca-boca é umas das melhores formas de atrair o público.

Para descobrir qual o status de sua empresa no mercado faça uma análise de seus clientes, entre em contato com todos e faça perguntas chaves, do tipo: qual a satisfação que ele teve em relação aos produtos/serviços, se o prazo pré-estabelecido foi cumprido, uma avaliação de 1 a 5, perguntas do gênero as quais seja interessante saber. Após colher as informações dos clientes, faça um relatório e verifique os índices positivos e negativos e trabalhe em cima deles mantendo-os sempre positivo e não esqueça que o cliente sempre tem razão.

Analisar como é o mercado concorrente é uma boa forma de prevenção, faça uma comparação entre os serviços/produtos oferecidos por outras empresas, veja qual são os diferenciais, acompanhe o mercado e se possível esteja a frente dele.

INVESTIMENTO
Investir em conhecimento, estratégia, pesquisas e novos produtos nunca é demais.

Em relação aos funcionários, particularmente, eu aconselho no investimento de sua carreira lhe oferecendo treinamentos e cursos, caso não queira gastos com isso, existem vários cursos ótimos que são à distância, gratuitos e on-line, mantenha-os atualizados em relação ao cargo exercido, assim você sempre terá um profissional qualificado que com certeza irá lhe ajudar.

Invista também no marketing de sua empresa, no meio de um mercado tão concorrido empresas que não investem neste quesito acabam se tornando invisíveis e difíceis de se encontrar, você pode ter o melhor produto/serviço, mas não adiantará de nada se você não divulga-los.

Acompanhe as tendências do mercado e dos consumidores, atualize seus produtos/serviços e tenha um diferencial, invista também em algo novo e entenda o nicho da qual sua empresa trabalha e seja inovador.

ExibirMinimizar
Digital