Estratégias para o ativo circulante diante da crise econômica

As organizações precisam acompanhar a situação econômica, pois isso é uma das variáveis externas necessárias para o planejamento estratégico da organização, em que independente dos fatores externos, é preciso ter diferentes estratégias objetivando que o seu ativo circulante possa funcionar nas condições desejáveis para o desenvolvimento da organização

A alta generalizada dos preços dos produtos, conhecida como inflação, ocorre normalmente quando há uma demanda maior do que a capacidade de oferta da organização, ou seja, quando as empresas não conseguem atender a demanda dos seus clientes, ela aumenta o preço de venda, pois assim ela estará equilibrando a sua oferta com a demanda. Uma estratégia em longo prazo que a empresa poderia utilizar nessa situação, seria o investimento na expansão das suas capacidades de produção, assim ela conseguiria atender a demanda, mas esse investimento é um risco, pois dependendo do segmento da empresa será difícil prever quanto e quando ocorrerá essa oscilação, dificultando assim que ela recupere o investimento realizado.

Outro motivo da inflação nos preços dos produtos, é quando o fornecedor da empresa aumenta os seus preços e dessa forma a empresa repassa esse aumento aos consumidores.

A inflação é calculada pelo I.B.G.E. através do I.P.C.A. (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), sendo o índice utilizado pelo governo para o acompanhamento da meta para a inflação estipulada para o ano.

Inflação alta reduz o consumo e compromete o crescimento das empresas, já o dólar em alta vira preferência nas empresas pelas exportações, gerando a redução da oferta e o aumento dos preços dos seus produtos comercializados no mercado interno.

Independente da situação econômica do país, uma empresa não pode depender apenas do único cliente, fornecedor ou investimento, ela deve sempre diversificar as suas relações.

Além de diversificar as suas relações, as organizações devem sempre negociarem para pagarem os seus fornecedores em um prazo mais longo possível e também negociarem para receberem os seus pagamentos dos clientes em um menor tempo, objetivando que o seu ciclo financeiro seja o mais curto possível, pois dessa forma a organização objetivará sempre possuir receitas e evitará possíveis inadimplências nos pagamentos aos seus fornecedores e poderá realizar novos investimentos.

As organizações precisam captar bem e investir bem, quanto menor o custo dessa captação, mais interessantes serão os retornos dos investimentos aos quais ela obterá, como também quanto mais diversificado os seus clientes, fornecedores e investimentos da organização, mais sólida ela estará.

O capital de giro ou ativo circulante é necessário para a empresa manter as suas atividades no curto prazo, sendo que basicamente ela poderá utilizar a estratégia conservadora que consiste no financiamento de grande parte do ativo circulante através de empréstimos, alto nível de estoque, entre outros, nessa estratégia serão menores os riscos da empresa sofrer com a falta de recursos financeiros e dificilmente perderá oportunidades, porém será menor a sua lucratividade, visto que haverá pagamentos de juros dos empréstimos e custos com estoques.

A estratégia agressiva é o contrario disso, ela objetiva o mínimo possível do financiamento dos seus ativos através de empréstimos e mantêm níveis mínimos de estoque, sua lucratividade poderá ser maior, pois nesse caso a empresa financiará pouco os seus ativos circulantes através de empréstimos e consequentemente comprometerá muito pouco a sua lucratividade através de pagamentos de juros nos empréstimos efetuados, sendo que nessa situação a empresa poderá ter riscos elevados em perder oportunidades, sendo interessante essa estratégia ser utilizada no momento ideal fruto de um planejamento eficaz, pois assim a organização poderá obter uma alta lucratividade.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento