Café com ADM
#

Estratégia e Planejamento: a união faz a força

Muitos pequenos e micro empresários não dão o devido valor ao planejamento estratégico, julgando-o desnecessário para sua empresa, cometendo um grande erro

O Planejamento Estratégico ou Plano de Negócios é essencial para qualquer empresa e consiste em um processo gerencial de análise da organização sob diversos ângulos, por meio da análise SWOT (pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades) para a seleção de programas de ação. Por meio dele, é definida a missão da empresa, a visão, seus valores e seus objetivos estratégicos, ou seja, é o momento da formulação da estratégia para o período pré-determinado. O grande benefício é a tendência da redução dos efeitos de uma série de incertezas do processo.

Muitos pequenos e micro empresários não dão o devido valor ao planejamento estratégico, julgando-o desnecessário para sua empresa, cometendo um grande erro. Por se tratar de uma análise e de um planejamento profundo da organização, o plano estratégico não deve ser evitado, visto que norteia e promove a busca pelas metas que foram estabelecidas, resultando até mesmo na motivação da equipe (ponto positivo para a boa produção). De acordo com um levantamento realizado pelo Sebrae, 60% das organizações fecham até o 2º ano de funcionamento e uma das principais razões desse acontecimento é a falta de planejamento estratégico – que tem sido indicado como o principal caminho para que as empresas não se tornem reféns do mercado.

Sabemos que, sem planejamento, não conseguimos obter metas e que, sem elas, não há razão para a existência de uma organização. Dessa maneira, muitos empreendedores precisam encerrar as atividades da empresa por não saberem, ao certo, seus objetivos norteantes e por adotarem e apostarem na política do “deixa a vida me levar”, ficando exposta ao fator sorte.

Não possuir um plano de negócios que oriente os rumos da empresa é extremamente prejudicial. Antes de realizar qualquer ação (seja tempo ou dinheiro), é necessário conhecer as consequências (sejam positivas ou negativas) de tal implementação, com uma descrição clara, objetiva e detalhada de tudo aquilo que possa estar envolvido. Por esse motivo, o planejamento estratégico deve ser visto como um investimento a longo prazo, e não apenas como uma ferramenta gerencial.


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.