Estou como devedor! Devo investir?
Estou como devedor! Devo investir?

Estou como devedor! Devo investir?

Mesmo sendo um devedor, é possível ir construindo patrimônio

Desenvolvemos, com o apoio da Secretaria Estadual de Educação e Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará, um projeto chamado SER - TER - INVESTIR. O projeto funciona em escolas públicas estaduais em Fortaleza e tem o objetivo de levar Educação Financeira, Educação Fiscal e Empreendedorismo para pessoas que, a priori, não podem pagar por esta informação.

As pessoas selecionadas para participar do projeto fazem parte de comunidades atendidas por escolas públicas e que estejam em situação de vulnerabilidade financeira. O treinamento e alguns atendimentos personalizados são totalmente gratuitos. E todos serão certificados ao final do processo, desde que tenham, pelo menos, 75% de participação.

No último encontro, quando falávamos sobre investimentos, uma pessoa perguntou:

Mas como investir se estou com minhas contas no vermelho?

Falar sobre investimentos para classes atendidas pela escola pública estadual requer alguns cuidados em função da vulnerabilidade financeira na qual algumas famílias estão inseridas. Por este motivo, o treinamento não é apenas sobre Educação Financeira. Falando de empreendedorismo, apresentamos possibilidades para que estas famílias possam construir uma vida mais próspera.

Para responder à pergunta, temos que mencionar, antes de tudo, a necessidade maior de planejamento e disciplina.

Por sugestão da própria turma, escrevi este post justamente pra dividir com mais pessoas a resposta. As sugestões foram as seguintes:

  • Faça um levantamento de todas as suas dívidas com valores atualizados e detalhados!
  • Faça um levantamento do quanto de juros você paga periodicamente por cada uma delas.
  • Faça um programa de pagamentos (a que gera mais juros para a que gera menos juros).
  • Inicie os acordos com os credores. Esteja certo de que eles querem receber. Portanto, faça acordos com eles.
  • Uma possibilidade interessante (que muitos não se atentam pra isso!) é a seguinte: o que temos em casa que não utilizamos mais? (Veja bem: não utilizamos!) Compramos produtos que, em alguns casos, não precisávamos ter comprado e eles ficam “encostados” sem utilidade. Aquela bicicleta ergométrica que virou cabide, por exemplo, pode ser oferecida pra venda e pode cobrir uma dúvida (no todo ou em parte).
  • Mesmo com o pagamento das dívidas, reserve um valor pra começar a investir. Com R$30,00, já podemos iniciar investimentos inteligentes. Então, mesmo que inicie com o menor valor possível, inicie.
  • Experimente criar uma segunda fonte de renda para que este pagamento seja mais rápido. E lembre-se: quando as dívidas se forem, esta segunda fonte de renda pode te transformar em um investidor de alto nível.

Nesta modalidade de treinamento, oferecemos muitas sugestões de como é possível empreender com pouco ou nenhum dinheiro.

E se você também encontra-se como devedor, de repente estas dicas te ajudem. Comprovamos, com o passar dos anos que um devedor, agindo da forma correta, pode virar um investidor em um prazo de tempo relativamente curto.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Ricardo Paula

    Ricardo Paula

    Físico. Coach Financeiro. Colaborador na Eduque Com Ação Financeira. Professor de Física, Estatística Aplicada e Matemática Financeira em Faculdades e Universidades.

    café com admMinimizar