Estas duas pessoas precisam se respeitar, para a melhor gestão dos negócios

Reflexão e orientações sobre o conflito entre a Pessoa Física e a Pessoa Juridica

PF x PJ : Estas duas pessoas precisam se respeitar, para a Melhor Gestão dos Negócios

Se você, hoje Empresário, já foi Empregado de alguém, provavelmente, não se preocupava com os recursos deste empregador, porque mensalmente o salário estava lá, na sua Conta Corrente, e, vamos acreditar que você trabalhava e tinha um padrão de vida adequado ao seu Salário, ou seja, vivia de acordo com o Poder Aquisitivo.

E para os responsáveis que estão começando (Startup), sob qualquer enquadramento, saiba que este artigo é um alerta.

É preciso ter em mente que ao abrir uma Empresa, a mesma deverá produzir resultados, os quais, por si só, permitam a manutenção e a expansão dos negócios, não se permitindo ações fora do Planejamento Mínimo.

O que é o Planejamento Mínimo? Simples. Registre o Formato da Estrutura Necessária para que as Operações aconteçam, poderíamos refletir e buscar respostas: Qual é o meu Negócio, Estou Convencido que é um Bom Negócio? Quanto precisa de recursos financeiros para colocar a empresa no mercado? Quanto Custa para a Empresa Existir? Qual a Disponibilidade Financeira (Origens: Rescisão Trabalho, Patrimônio Pessoal, Empréstimos Mercado lastro Garantia Real)?

Respostas apuradas, vamos imaginar que você abriu uma Empresa, porem, não atua na mesma, você contratou um Gestor, é ele que faz a empresa funcionar, é um Empregado, é a sua Voz, seus Olhos, seus Ouvidos, logo, ele tem um Salário.

Bom, mas não é o seu caso, você abriu a empresa, mas vai trabalhar nela, será o Líder, tomará as Decisões, acompanhará os Resultados, monitorará as Vendas, porem você não terá um salário, mas sim um Pró-Labore (Que é o Salário do Empresário). E como vou calcular este Pró-Labore? Lembra do gestor? Pois é, quanta ele Custaria para a empresa? É o valor do seu Pró-Labore.

O Pró-Labore, junto com as demais DA EMPRESA serão pagas e registradas rigorosamente na Contabilidade da Empresa, não se permitindo que A EMPRESA pague qualquer despesa PESSOAL do Gestor.

Mas, vou INVESTIR meus Recursos Pessoais (Pessoa Física) na Empresa (Pessoa Jurídica) e ganhar só um pró-labore? Não. Como Investidor na PESSOA JURÍDICA, você (PESSOA FÍSICA) poderá receber os LUCROS ou parte deles, creditados em sua Conta Corrente Pessoal, de acordo com a melhor decisão, afinal a Empresa precisa expandir, renovar tecnologia, mix de produtos e serviços, assim como o Capital que foi Investido será devidamente remunerado, pois VOCÊ foi excelente Gestor e gerou ganhos: Para os Empregados, Governo, Fornecedores, Clientes, ...)

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento