Café com ADM
#

EPOCA INTERESSANTE DE SE VIVER

ÉPOCA INTERESSANTE DE SE VIVER Vivemos tempos estranhos no Brasil atualmente, vejamos:  Fazem uma pesquisa e descobrem que as crianças são praticamente analfabetas ao sair da escola básica  A grande maioria das empresas montadas no país não completam o primeiro ano de existência e apenas uma pequena parte das restantes se consolidam ao final de dois anos  Aparecem denuncias sobre funcionários públicos que recebem propinas em licitações viciadas, porem o nome dos corruptores não são mencionados  Empresas de renome e tradição tentam fraudar o pagamento de impostos, notadamente o INSS utilizando-se de estratagemas e um bom aparato jurídico  Ouvimos falar que estamos na era da informação e que os cenários mudam muito rapidamente, mas os cursos universitários mantêm o mesmo programa que vem ensinando nos últimos 25 anos Ontem mesmo vi na televisão que a taxa de desemprego só aumenta, e ao mesmo tempo não se conseguem preencher as vagas de operadores de telemarketing porque falta instrução elementar aos candidatos. É claro que a raiz do problema é uma só e todos sabemos disto: a educação, ou no caso a falta dela. Não quero neste pequeno artigo entrar numa discussão sobre como resolver este problema que é enorme e me parece tarefa para toda a sociedade abraçar, parando de jogar a culpa apenas no governo. Ao contrário, quero tentar chamar a atenção para algo que me parece vital para qualquer pessoa que é ou queira se tornar empresário: as empresas tem que tomar a rédea e buscar diminuir a carência educacional de seus funcionários, prestadores de serviço, colaboradores e associados. Gostaria de ver as empresas fugindo do lugar comum que é a alfabetização e patrocinando cursos, palestras e treinamentos voltados para dois pontos que considero básicos: 1- Qualidade de vida (para funcionários e a família destes). Existem no país diversos professores e consultores que sabem abordar e ensinar temas relativos a isto, tais como alimentação, higiene, cuidados básicos de saúde, alcoolismo, tabagismo, controle de natalidade, doenças sexualmente transmissíveis, sexualidade... 2- Educação Financeira, ensinando as pessoas a cuidarem de seu dinheiro, orçamento familiar, direitos do consumidor, a compra emocional e a racional, investimentos, seguros, previdência, negociação de dívidas, cuidados com crediários e financiamentos... Fico imaginando quantos casamentos seriam salvos, quanto estresse evitado, e, sem qualquer ironia; quanta produtividade e bem estar seria gerado por um programa educacional deste tipo. Os empresários podem reclamar, com razão, que já pagam uma enorme carga tributária (para ter mais este desembolso), mas será que eles também não deveriam passar por alguns cursos básicos para aprender a cobrar mais e melhor, utilizar de forma mais concentrada seu poder de multiplicador da informação e formação de opinião pública? Não acredito ser utopia acreditar que antes de se propor a montar uma empresa o candidato a empresário deveria saber calcular corretamente o custo de seu produto ou serviço e, ter uma educação financeira básica para saber agir como patrão e parar de pensar como empregado. Existem incentivos fiscais para as empresas que investem na educação. Meu sonho é que os empresários não façam mal uso deste tipo de benefício para somente obter vantagens, ou ainda mais, que junto com advogados tributarístas estudassem meios de compensar estes gastos (efetivamente comprovados) em seus impostos. Aliás, seria fantástico que ao invés de se elaborarem teses para que o Governo aceite Títulos da Dívida Pública do século passado, ou ainda cascalho que se passa por esmeraldas; como pagamento das dívidas tributárias, nossos advogados ajudassem as empresas a achar caminhos legais para usar melhor o dinheiro destinado a pagamento de impostos e contribuições. Nós Administradores temos um papel importante neste processo pois fundamentalmente somos nós que decidimos diariamente os rumos das diversas organizações para quem prestamos serviços, meu único medo é que apesar de hoje lidarmos com meios eletrônicos de comunicação como internet e intranets, termos informação em tempo real a custo baixo devido aos avanços tecnológicos, usarmos os meios mais avançados de transporte propiciados pela ciência, participarmos de vídeo conferencias com pessoas de várias partes do mundo ao mesmo tempo, muitos de nós ainda lemos o horóscopo cedo para saber se o dia vai ser bom ou mal com educação e conhecimento vamos nos tornar ainda melhores!
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.