Entrevistas de emprego

O que devemos saber antes de fazer uma entrevista de emprego

Como “ser” em uma entrevista de emprego.

Ao longo de nossas vidas, faremos pelos menos uma entrevista de emprego, alguns não farão nenhuma, por se tratarem de pessoas com muitos contatos, e que são descoladas, populares, simpáticas, extremamente adaptáveis a qualquer situação, desde o colegial. Porém outras, perderam as contas de quantas entrevistas tiveram que fazer para conseguir a tão desejada vaga de emprego. Ou fizeram tantas entrevistas, que já se tornou automático qual a profissão almejada, e esquecem que o fator primordial, o mais importante de toda essa trajetória é, autoconhecimento, simples não? Não, muito pelo contrario.

Muitos até podem dizer que é fácil, que sabem o que gostam e tem certeza daquilo, mas também existem aqueles que não fazem ideia do que gostam, e aqueles que tem, uma breve dúvida do caminho a seguir. E você passa a infância inteira sendo igual aos seus colegas, incentivado a ser o melhor, mas não o diferente, a faculdade chega, e você é estimulado de todas as formas a ser diferente, porque o melhor já não é suficiente.

Geralmente quem é o melhor, é mais reservado, não gosta de assumir riscos, gosta de dinheiro no banco e nenhuma dívida, e que tem, a visão de crescimento como um risco. Quem gosta de crescer muito, é ousado, arrisca, aposta tudo, e no fim sempre terá, igual a todos a mesma resposta: fracasso ou sucesso.

Sempre me perguntei como as outras pessoas contam as belas histórias de sucesso sem medo, até dizem que nem sempre tudo deu certo, que pensaram em desistir, mas não o fizeram, e que no fim tudo deu certo. Sempre tive dúvidas que faltava uma fatia dessas histórias. E o que eu queria ouvir mesmo, eram as histórias que deram errado, alguém que tentou abrir um negócio que tinha certeza que iria dar certo e não deu, alguém que tentou por várias vezes uma vaga que queria muito e não conseguiu e teve que optar por outra coisa.

Essas histórias não são tão evidenciadas, como as de sucesso, mas tem a mesma relevância. Pois as vezes você tenta seguir uma dessas histórias de sucesso, e mesmo assim não consegue, o resultado disso é o autoconhecimento. Você não pode tentar seguir uma história já contada, precisa contar a sua, que será diferente de todas as outras. Nem sempre aquela pessoa bem sucedida vai saber o que está fazendo, age pela experiência adquirida, mas isso não lhe dá garantias de que sempre que ver , um bom profissional entrando pela sua porta ele vai reconhecer, e talvez as perguntas que ele te faça e o modo como te avalia estarão sempre corretos para reconhecer suas qualidades.

A entrevista, processos seletivos, entre outros, caso você não os conquiste, não significa que você não é um bom profissional, apenas significa que você não se autoconhece o suficiente para que na hora da entrevista, entusiasme o seu entrevistador na forma como conta quais são as suas preferencias.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento