Entendendo a frustração

Você fica feliz quando não consegue alguma coisa? Sai dando pulos de alegria no meio da rua quando recebe uma notícia ruim?

O que é ficar frustrado? É ficar triste, decepcionado? Segundo (Rios, 2008) frustrar significa “1. Enganar a expectativa de. 2. Iludir... 5 Desiludir-se, decepcionar-se” Porque estou falando sobre isso? Quero complementar, alterando a ordem, o meu último post “Oportunidades nas crises”. Você fica feliz quando não consegue alguma coisa? Sai dando pulos de alegria no meio da rua quando recebe uma notícia ruim? Agora pense como você reagiria com notícias desse estilo?

Por exemplo, durante uma crise você recebe a informação durante um almoço, que seu colega, melhor amigo dentro da empresa será demitido e não será o único. Você pensa que a probabilidade que um dos outros demitidos possa ser você é pequena. Tempos mais tarde você recebe um e-mail que a empresa estará reformulando o quadro de funcionários por causa da crise e que todos os setores estarão sendo reformulados, você pensa que é algum trote de um colega e no final repara no remetente do e-mail.

O que você vê? Você repara que quem mandou o e-mail foi a chefe do seu departamento. Percebe que as demissões são de verdade e que pode ser o próximo. Você ficaria feliz? Ou você ficaria triste? Você começa pensar, “todo o meu trabalho foi em vão!”, “será que fiz algo de errado?” ou “deixei de fazer algo?”. Você pode até não admitir, mas que ficou um pouquinho decepcionado ficou, certo? Entramos no momento crucial desse texto. Porque você ficaria inseguro, estaria com um ar frustrado?

Tente olhar para trás e reparar no que você já fez pela empresa, olhe todas as reuniões intermináveis que você ajudou a preparar, todas as vezes que você diminuiu o seu sono para terminar algum trabalho e pense, será que você não fez nada para ajudar? Você merece passar por isso, não digo o fato de possivelmente ser demitido mas sim o abalo emocional por algo que ainda não ocorreu? Tire isso da cabeça. Agora!

Para e pense, se você começar a se punir por algo que você ainda não sabe, você estará sabotando-se e provavelmente seu rendimento irá diminuir e com isso dará chance a demissão. Voltando ao “personagem”, você depois de receber o e-mail começa a ficar com medo e vai falar com a sua supervisora, entra na sala dela e começa a falar todos os seus feitos, todas as suas realizações para com a empresa e ela fica espantada. Pergunta para você porque você está falando tudo isso para ela, já que ela sabia e o principal reconhecia todos seus feitos.

Você diz que recebeu um e-mail dela e que no texto os temas demissão, ajuste, quadro de funcionários estavam ligados ao seu departamento. Para sua surpresa, a supervisora se levante e mande que você vá para a sua mesa e pede para que- lhe mostre o e-mail. Ao abrir o e-mail com sua chefe ao lado repara que no final por estar tão preocupado com demissões, não leu direito o e-mail e que o remetente não era da sua supervisora.

O que tudo isso quer dizer, não sofra por antecipação, não se frustre com o nada, pense duas vezes antes de reclamar, pedir ajuda, tirar satisfações, pense e reflita, afinal você sabe muito bem que não será demitido. Agora ao terminar de ler esse texto, pense em como a frustração pode-lhe ajudar? Será que tem algum lado bom na frustração? Devemos nos frustrar algum dia, por alguma coisa? Esse será o próximo tópico do meu artigo.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento