Empregados empreendedores

Depois de conquistar uma posição confortável no mercado, muitas empresas trocam as práticas empreendedoras do início por práticas administrativas, conservadoras e inibidoras de qualquer manifestação inovadora.

A Multiboston Corporation é uma empresa tradicional do ramo de embalagens. Há dez anos Daniel Salvanti , um jovem estudante de administração, entrou para a empresa como auxiliar de escritório. Daniel ficava intrigado ao ver que a curva de vendas das embalagens de madeira compensada, o produto mais vendido pela empresa na época, já vinha em decadência há muitos anos. A diretoria assistia a queda e não reagia. Daniel fez um estudo da concorrência e logo descobriu que fabricantes de novas embalagens de plástico estavam roubando milhares de clientes. Elaborou um plano de negócio propondo a criação de uma divisão especializada em embalagens plásticas. Convenceu a diretoria a fazer o investimento. Como recompensa foi nomeado gerente da nova divisão. Daniel hoje é o todo poderoso presidente da Multiboston Plastic Corporation, a líder de mercado que não produz mais nenhuma embalagem de madeira.

O que acontecia na Multiboston antes da chegada de Daniel, acontece hoje em muitas grandes e pequenas empresas: acomodação. O consultor norte-americano Larry Farrell ficou milionário diagnosticando o grau de acomodação das empresas e mostrando técnicas para reverter a situação. Mr. Farrell mostrava que toda empresa adota práticas empreendedoras na sua fase inicial de crescimento. No começo ela testa novos produtos, tenta novos nichos de mercado, estuda diariamente o mercado e fica antenada na evolução da concorrência. Nessa fase de decolagem de um novo negócio parece que o instinto de sobrevivência motiva os empregados na busca contínua da inovação e da criação de valor para a empresa. Nessa fase parece que todos empregados raciocinam e agem como se fossem donos do negócio.


Infelizmente, depois de conquistar uma posição confortável no mercado, muitas empresas trocam as práticas empreendedoras do início por práticas administrativas, conservadoras e inibidoras de qualquer manifestação inovadora. Isto significa dizer que a empresa passa a navegar no piloto automático programado pela diretoria burocrática, conservadora e corporativista. Nesse ponto se inicia a fase de declínio e, posteriormente, a de apenas sobrevivência, ou até de morte da empresa. Foi nessa fase de quase falência, que nosso herói Daniel Salvanti foi admitido na Multiboston Corporation. Ele quebrou paradigmas. Ele chegou com um bote inflável, moderno, de plástico, para salvar do naufrágio os tripulantes que estavam fadados a morrerem afogados. Eles fatalmente afundariam no mesmo barco, todos unidos e agarrados nas antigas embalagens de madeira.

Todas as empresas tradicionais que atualmente apenas sobrevivem no mercado possuem muitos empregados empreendedores como Daniel. O desafio é descobrir o que fazer para ativar esse enorme potencial inovador que se encontra sufocado pela cultura administrativa burocrática e conservadora. O primeiro passo precisa ser dado pela diretoria. Ela precisa estar absolutamente convicta de que só atitudes empreendedoras dos empregados podem mudar a situação atual. Depois será necessário que alguém do alto comando, talvez o próprio presidente, lidere e coordene um projeto de renovação empreendedora na empresa. Será necessário o envolvimento da área de recursos humanos no treinamento de pessoal. Será preciso que todas as formas de comunicação interna da empresa passem a disseminar mensagens que estimulem o espírito empreendedor dos empregados. Em resumo, será preciso criar uma cultura empresarial empreendedora amparada por um sistema de gestão que facilite o surgimento de novas idéias e planos de negócios. Além de estimulados, esses empregados empreendedores que se destacam precisam ser reconhecidos, promovidos e recompensados como se fossem os donos dos novos negócios.

Eder Bolson, professor, empresário, autor de Tchau, Patrão! www.tchaupatrao.com.br



ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.