Empreender no Brasil: quais são as habilidades essenciais?
Empreender no Brasil: quais são as habilidades essenciais?

Empreender no Brasil: quais são as habilidades essenciais?

Hoje, empreender no Brasil é motivado por autonomia e liberdade

O país desponta no segmento e tem aproximadamente 52 milhões de empreendedores, segundo pesquisa do Sebrae. Nesse cenário, já são mais de 10 mil startups criadas, de acordo com a Associação Brasileira de Startups.

Nos últimos seis anos, o número foi crescente e a tendência é aumentar, já que em 2018 o Brasil ganhou suas primeiras startups bilionárias, como o Nubank e o aplicativo de transporte 99.

O histórico do país era de empreendedorismo por necessidade, ou seja, o desemprego impulsionava o indivíduo a abrir um negócio próprio para se virar. Mas a coisa está mudando. Hoje, empreender no Brasil é motivado por autonomia e liberdade.

Deixar de vestir a camisa do patrão e vestir sua própria camisa é o sonho de dois terços da população. Nunca se pesquisou tanto sobre empreendedorismo na Internet. Identificar as oportunidades certas e transformá-las em um negócio lucrativo virou objeto de desejo e o interesse entre o público jovem cresceu, passando de 18,9% para 22,2%.

Para ter sucesso nessa empreitada, algumas habilidades são essenciais: pensamento estratégico, planejamento, disciplina, foco e poder de ação.

Saia do campo das ideias e arregace as mangas

Acreditar realmente na sua ideia faz toda diferença, mas é preciso também fazer um estudo de campo para conhecer a concorrência do seu nicho. Tirar os planos da cabeça e colocá-los literalmente no papel ajuda a visualizar com mais clareza o que você precisa fazer.

Defina objetivos e os meios possíveis de se chegar até eles, identifique parceiros, compartilhe experiências e ative sua rede de contatos. Networking é a chave para o empreendedorismo.

Não adianta ficar somente no campo da imaginação e idealizar demais o seu projeto. Colocar a mão na massa e ir acertando aos poucos, aprendendo com erros e acertos, é válido nesse processo de empreender e agiliza o start do seu negócio.

Aliás, autodesenvolvimento contínuo é outra habilidade essencial para todo empreendedor. É preciso estar atento às novidades do mercado, à tecnologia e ao comportamento do consumidor. Investir em marketing digital é quase obrigatório para fazer prosperar seu negócio.

Como empreender no Brasil investindo em startups?

O mundo bilionário das startups é muito recente no Brasil, somente em 2018 surgiram os primeiros unicórnios dourados. A realidade brasileira é que 72% das startups faturam até R$ 50 mil por ano e apenas 6% têm faturamento de R$ 500 mil ou mais.

A boa notícia é que os investimentos em startups brasileiras vêm aumentando. Os fundos de capital de risco aplicados em companhias novatas cresceu 207% em 2017, atingindo cerca de R$ 2,86 bilhões. No ano anterior, os investimentos haviam somado R$ 926,3 milhões, segundo dados da Associação Latino-Americana de Fundos de Capital de Risco – Lavca.

Outro dado animador é o crescimento do financiamento coletivo. O volume de investimentos em startups brasileiras subiu quatro vezes em um ano, passando de uma média de R$ 5 milhões ao ano para R$ 20 milhões, de acordo com a Equity, associação das plataformas do setor no Brasil.

Mais do que uma boa ideia e um investimento inicial, o sucesso de uma startup depende ainda de outros fatores. Ser a solução para os problemas de um nicho é fundamental para ter aceitação no mercado. A validação do projeto vai definir sua funcionalidade e transformá-lo em realidade. A partir daí você vai encarar de fato os primeiros clientes. Com feedbacks positivos você já pode começar a pensar em escalar seu negócio.

Criar e administrar é só começar

Ter a ideia e criar o negócio são estágios iniciais. Para fazer seu empreendimento prosperar, você precisa administrá-lo com firmeza e coragem. Empreender no Brasil está mais difícil, por isso é preciso ser mais eficiente.

Conheça bem seu público-alvo, capriche no seu pitch de apresentação, invista em marketing e vendas. Contar com a experiência de mentores pode te ajudar a não cometer erros primários e passar os dois primeiros anos críticos com louvor, já que 1 a cada 4 empresas fecha antes de completar dois anos no mercado.

Seja resiliente e tenha autocontrole. Crie uma agenda produtiva e faça um planejamento financeiro. Se necessário, contrate pessoas com habilidades diferentes da sua para somar talentos.

Ter uma comunicação digital eficiente, com produção de conteúdo qualificado, que propague as soluções que o seu negócio têm para as dores do seu cliente ideal é essencial para se tornar referência no mercado.

Eu posso te acompanhar nessa jornada de sucesso com conteúdos para atingir o seu público-alvo. Vamos juntos?

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar