Café com ADM
#

EMPREENDEDORISMO RETRÔ

<b> O empreendedor que busca idéias inovadoras e atuais para um negócio de futuro pode ser surpreendido por algo novo e instigante encontrado onde ele menos espera: num antigo baú. </b>

Empreendedorismo e inovação sempre caminham juntos. A criatividade se encarrega de apontar os novos caminhos. Para muitos negócios esses novos caminhos surgem de incursões pelo passado. O empreendedorismo retrô consiste em voltar para o passado recente e, aprender com os negócios antigos para tentar reproduzi-los de forma criativa e inovadora. Muitas empresas de sucesso vem há muito tempo bombando nas vendas porque aprenderam a viajar na máquina do tempo para prospectar , contemporizar e reproduzir, com melhorias técnicas, produtos e serviços do passado.

Muitos estilistas da moda fazem fama e fortuna revisitando criativamente a moda e os estilos de até cem anos atrás. As globalizadas calças jeans foram trazidas da época da corrida do ouro na Califórnia. Estilistas de sapatos, bolsas, vestidos e calças se abastecem de inspiração nas viagens de idas e vindas que fazem para reinventar estilos de 30, 40 ou 50 anos atrás. Seguindo essa trilha de empreendedorismo retrô, os antigos e tradicionais pães de queijo das fazendas do interior de Minas Gerais, hoje chegam nas prateleiras dos supermercados do planeta. Eles foram resgatados e transformados em sucesso mundial graças a um produto inovador que permite congelar o amido de mandioca, sem perdas na qualidade do pão de queijo. A TV Globo foi buscar nos antigos filmes de faroeste a inspiração para produzir uma novela de bangue-bangue onde utiliza moderníssimos recursos técnicos de filmagem e edição. Peter Roth da Warner Bros Television disse que: Todo programa de sucesso já existiu no passado. O que fazemos é reembalá-lo e atualizá-lo para criar um sucesso moderno. Muitos cantores estão sustentando suas carreiras graças a regravações inovadoras e criativas de antigos sucessos. Os melhores fotógrafos da atualidade usam filmes de última geração para fotografar em preto e branco. O Brasil assistiu na última década o ressurgimento modernizado das antigas farmácias de manipulação. Com elas também ressurgiu o chamado serviço de atenção farmacêutica. Ele tenta resgatar aquele contato do antigo farmacêutico amigo que conversava e conhecia pessoalmente todos os clientes.


O empreendedor de hoje têm muito que aprender no passado. Antigamente os serviços de atendimento do comércio eram personalizados e, quase perfeitos. Os antigos comerciantes se esforçavam para conhecer pessoalmente as famílias. Eles procuravam sempre saber as preferências e necessidades dos clientes. Mais do que vendedores eles eram pessoas que orientavam e aconselhavam as compras de seus clientes como verdadeiros amigos. Atualmente os bancos e cartões de crédito, por exemplo, trabalham incessantemente para tentar oferecer serviços personalizados. Procuram abastecer e atualizar enormes bancos de dados para poder chamar o cliente pelo nome, enviar cartões de aniversário e conhecer seus os hábitos de consumo. Só pecam quando apelam para aqueles chatos e previsíveis contatos de telemarketing. Essa técnica de aborrecer clientes, certamente, eles não foram buscar no passado.

O empreendedor que busca idéias inovadoras e atuais para um negócio de futuro pode ser surpreendido por algo novo e instigante encontrado onde ele menos espera: num antigo baú. Basta exercitar a criatividade para combinar algo antigo com a adição de um tempero novo. Basta aproveitar conceitos antigos e contemporizá-los usando os recursos tecnológicos atualmente disponíveis. É possível olhar pelo retrovisor para visualizar, planejar e implementar os produtos e serviços do futuro. Sempre será possível ganhar muito dinheiro praticando o empreendedorismo retrô.

Eder Bolson, empresário, autor de Tchau, Patrão !- Editora SENAC www.tchaupatrao.com.br


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.