Empreendedorismo e network

A rede de relacionamentos é um bem pessoal intangível, um recurso poderoso que o empreendedor precisa saber construir, valorizar e, principalmente, preservar. <br /> <br />

Muitos traduzem a palavra inglesa network como rede de relacionamentos. Prefiro a tradução literal: trabalho de rede. Ao falar em trabalho fica manifesta a existência de uma ação, de uma energia no sentido de tecer, construir e manter uma rede de relacionamentos. Os componentes dessas redes são amigos, parentes, colegas de trabalho, vizinhos de bairro, colegas de estudo, colegas de religião e outras pessoas. Uma técnica usada na formação de empreendedores consiste em estimular a sociabilidade nos futuros empresários. Consiste em treiná-los para que montem redes de contatos envolvendo pessoas ligadas aos setores onde pretendem iniciar seu próprio negócio.

Para tecer uma boa rede de relacionamentos é fundamental que o empreendedor participe ativamente de eventos sociais, esportivos, religiosos, seminários, palestras e congressos. Quantos negócios interessantes não podem começar, por acaso, numa festinha de aniversário de crianças, numa reunião de pais de alunos, numa pelada de futebol, numa reunião de moradores do bairro, num churrasco ou festa beneficente. Sempre digo para os alunos de empreendedorismo que o empresário é a melhor e mais barata peça promocional do seu próprio negócio.


Depois da rede estabelecida será preciso cuidar da sua manutenção. É preciso manter acesa a chama de contatos com colegas de infância, ex-colegas de escola, de empresas , amigos de outras cidades. Jamais deveremos focar esses contatos em alguns deles só porque estão mais ricos ou porque ocupam posições importantes em empresas ou em órgãos do governo. Não conhecemos o futuro. O futuro de nosso negócio pode estar, por exemplo, nas mãos de um antigo amigo de infância que trabalha numa humilde função de protocolar documentos, ou então, no setor de compras de alguma empresa.

A informática facilita a manutenção dos contatos através da montagem de bancos de dados contendo endereços, telefones, e-mails e datas de aniversários. É muito importante fazer uma ligação ou enviar um e-mail no aniversário dos amigos especiais. A época do natal pode ser usada para contatar os amigos da rede e também para reativar algum contato mais antigo. Não devemos fazer contato só quando precisamos de algo ou de alguém. É preciso estar periodicamente em contato, mas isso precisa ser feito de uma maneira inteligente, até meio dissimulada, usando momentos oportunos, enviando esporadicamente alguma notícia ou artigo interessante. Nada de chatear, de ficar ligando toda hora no celular ou bombardeando a caixa postal dos relacionados com e-malas inoportunos, ridículos, lotados de piadas antigas ou requentadas.

A internet facilita tanto a formação quanto a manutenção das redes. Comunidades internacionais como as do Orkut mostram a existência de pessoas comuns, que não são artistas e nem pessoas públicas famosas, mas que possuem redes virtuais com 500 ou mais amigos. São pessoas que se destacam por polarizarem os contatos , são os pontos de união, também chamados nós das redes de relacionamento. Se observarmos nas empresas, identificaremos facilmente esses nós de rede. Eles são fundamentais para fazer contatos externos. Eles são muito úteis na hora que for preciso acelerar algum processo formal ou burocrático. A pergunta mais comum, normalmente feita para esses nós de rede é: você conhece alguém na empresa tal ou no órgão tal?

Na formação e manutenção de redes de relacionamento deverá sempre imperar o espírito de altruísmo, de troca, de desprendimento, da presteza no atendimento de alguma solicitação. Mesmo que a resposta para alguma demanda seja negativa, ela precisa ser rápida e, acompanhada de uma boa justificativa. Responder prontamente sempre demonstra apreço e respeito para com alguém, sempre enriquece a relação. A rede de relacionamentos é um bem pessoal intangível, um recurso poderoso que o empreendedor precisa saber construir, valorizar e, principalmente, preservar.

Eder Bolson , empresário, autor de Tchau, Patrão! Editora SENAC www.tchaupatrao.com.br


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.