Empreendedorimo digital na sociedade do consumo
Empreendedorimo digital na sociedade do consumo

Empreendedorimo digital na sociedade do consumo

A evolução do perfil do consumidor ocorre em consonância com o advento da digitalização nos negócios

Você, caro leitor, já parou para pensar na quantidade de lojas que ofertam serviços de forma virtual atualmente em comparação com a década passada? Muito provavelmente sim. O número de empresas que adentraram no mercado “online” cresceu e cresce de forma exponencial, e um fator em especial é preponderante para este fato: a transformação do perfil do consumidor ao longo do tempo, moldando o que hoje é a sociedade do consumo na era da informação.

As pessoas passaram a demandar uma quantidade maior e mais completa de informações acerca de um produto, para ter a convicção de que está adquirindo o bem que lhe proporciona o maior benefício em relação ao custo. Além disso, outro aspecto influencia esta situação: a sensibilidade a preços, que varia conforme a oferta (disponibilidade) e o grau de importância para o consumidor.

Com isso, muitas empresas perceberam uma oportunidade de mercado que atende os anseios e necessidades das pessoas com um custo bem menor, uma amplitude de atendimento maior, o que torna sua atividade mais consistente e perene. Os custos de uma loja virtual são sabidamente bem inferiores se comparados aos de uma loja física, devida a necessidade de licenças, contratação, aluguéis e inclusive a inadimplência de clientes, o que torna o produto muito mais caro. Mas então, isso quer dizer que as lojas digitais acabarão com as lojas físicas? Não necessariamente. As lojas “off-line” ofertam algo que as digitais não conseguem ofertar: a tangibilidade dos produtos, isto é, a capacidade de o cliente ver, tocar e sentir o produto que deseja, para avaliar sua qualidade e utilidade, o que para muitos é um fator de suma importância na hora das compras.

Entretanto até as lojas físicas passam pelo processo de reformulação. Um exemplo muito claro disso é a substituição dos antigos armazéns e mercearias de bairro pelos supermercados. A famosa frase de Henry Ford no início do século XX, de que: “o cliente pode escolher o produto de qualquer cor, desde que seja preto”, não se aplica mais aos tempos modernos. É necessário compreender e empreender para o consumidor.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento