Eis que surge o novo Steve Jobs

Como o falecimento de Steve Jobs perdemos um pouco do brilho no empreendedorismo mundial mas surgiu uma luz que reavivou esse cenário

Nos últimos anos o universo do empreendedorismo vem se sentindo enfraquecido. Esse debate vem acontecendo pelo mundo não é apenas a minha fala. Desde o momento que o mercado percebeu que Steve Jobs estava ‘diferente’ e em seguida o anúncio da sua doença um questionamento surgiu: quem irá ocupar seu lugar como referência no empreendedorismo mundial. Não sou muito adepto a criação de ícones mas Jobs era um cara muito diferenciado.

Precisamos refletir de forma madura essa afirmação para que não pensem que estamos tratando de idolatria. O fato é que Steve Jobs era uma referência na liderança de processos de inovação, lançamento de produtos, criação de estratégias para impactar a sociedade. Não é a toa que a Apple, após sua primeira saída da empresa em 1985, entrou no ostracismo e em 1997, com seu retorno, alcançou esse posicionamento que temos hoje. Entendam o impacto que esse fato de ser demitido da empresa que você criou pode ter causado na vida dele. O que ele fez? Criou duas empresas incríveis que foram a Next (menos famosa) e a Pixar (que vocês com certeza já devem ter assistido algum desenho nos cinemas).

Quando ele faleceu em 5 de outubro de 2011, então um cara bastante novo com apenas 56 anos, que abriu uma enorme lacuna no mercado mundial. Todos aguardavam suas apresentações. Todos queriam imaginar o que viria pela frente em sua próxima subida a um palco ou entrevista. Qual seria o novo lançamento bombástico. Ele era especialista em transformar o simples em glamour. Esse é o maior legado, ao meu ver, que Jobs deixou ao empreendedorismo.

Eis que surge alguém, e mais uma vez é a minha opinião, que irá ocupar esse trono no empreendedorismo mundial: Elon Musk. Neste cenário atual ele é o cara e será o dos próximos anos. Ele selou esse papel com o lançamento do Tesla Model 3 no último dia 31 de março. Centenas de milhares de pessoas que nunca viram o carro e que ainda será lançado no final de 2017 pagaram a bagatela de US$ 1.000 (mil dólares! Isso mesmo.) pelo que nem se sabe como será este veículo.. Vale salientar que não foram poucos pedidos: 115 mil pessoas entraram nessa fila apenas nos Estados Unidos em dois dias.

http://techcrunch.com/2016/03/31/tesla-sold-115k-model-3-preorders-before-anyone-even-saw-the-car/

No dia 31 de março, por volta das 5h30 da manhã (hora local da Califórnia) ele já anunciou que às 7h30 os servidores estariam liberados para pedidos online mas centenas de pessoas já dormiam e guardavam lugares para amigos nas porta das lojas da Tesla para realizarem seus registros. No badalar das 8h30 Elon Musk estava no palco realizando a apresentação do conceito do Tesla Model 3.

Aqui no Brasil falar de carro elétrico pode ser uma loucura ainda. Ver mais ainda! Estamos em uma crise energética, crise de preço dos combustíveis fósseis (leia-se gasolina, diesel, querosene, ... ) mas nos Estados Unidos o debate gira em torno de energias renováveis. Com urgência, por favor! Esse assunto não é simples. Sabemos que os combustíveis fósseis estão diminuindo e os preços caíram mais rápido que as reservas. Tanto é que o valor atual no mercado mundial de petróleo inviabilizou a produção do nosso Pré-Sal. Mais uma derrota para nossa Petrobras.

Elon Musk vem com uma proposta de valor muito clara: trazer um debate sobre o futuro. Precisamos repensar inúmeros valores não apenas a curto prazo mas principalmente às gerações futuras. Os três principais projetos que Musk está envolvido são a Tesla, SolarCity e SpaceX.

A Tesla basicamente vem trazer a discussão sobre o futuro dos transportes do mundo. O conceito não é inovador: um carro que utiliza energia renovável como combustível. Utilizando energia elétrica os carros Tesla trazem a proposta de valor de entregar ao seu público um veículo de alto padrão estético, econômico e com alta potência. Muita gente imagina que um carro elétrico possua uma autonomia pequena mas, em geral, esses carros rendem mais de 400 quilômetros de uso por carregamento. Dependendo do carro que você possua, menos que um tanque.

A SolarCity já é um outro projeto ligado ao futuro da energia no planeta. Elon Musk criou uma usina a partir de bancos de painéis solares. Além de fornecimento de energia elétrica eles comercializam infraestruturas dentro dos Estados Unidos. As residências podem contratar o serviço de Musk a qualquer momento, por exemplo.

Agora talvez o projeto mais vanguardista que nos remete a Star Trek ou Star Wars seria o SpaceX. Uma empresa privada que constrói foguetes e pode proporcionar viagens ao espaço em breve (quer dizer, não tão breve assim!). Pode parecer insanidade mas o cara desde 2002 tem como cliente a NASA. Acredite se quiser mas ele já realizou algumas missões de entrega de material na ISS (Estação Espacial Internacional, em tradução livre). Já imaginou os caras da ISS comprando um tênis na Netshoes e um foguete SpaceX chega lá levando o produto. Óbvio que o custo do frete é quase similar ao dos Correios (risos).

Brincadeiras a parte, o sul-africano Elon Musk possui uma trajetória muito bem sucedida em seus projetos que vem desde o perfil de grandes investimentos em projetos como PayPal e Zip2 até o sucesso que vem conseguindo com os veículos Tesla. Ao meu ver ele o grande nome do empreendedorismo mundial que irá ocupar a lacuna de Steve Jobs deixou. Talvez, daqui há alguns anos, vamos reler esse artigo e saberemos que estive certo ou falei uma grande besteira. Até hoje a música mundial, por exemplo, busca um novo Michael Jackson. Eu aposto no Musk.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento