Efeito dominó da crise

A crise é o assunto do momento e isso gera um efeito dominó de medo nas organizações. Esse efeito gera a busca por redução de custos e acarreta redução de vendas. A motivação da empresa como um todo e a busca por diversificações é a solução mais rápida para a superação e crescimento durante este período.

O assunto crise é comentário em cada esquina, sabemos que ela realmente existe e está nos desafiando todos os dias. Mas você que é empreendedor já passou por momentos de facilidade? Acredito que não, pois os desafios chegam a cada minuto e sem avisar nem ao menos a área que devemos focar.

Como o poder de um boato a crise ganha força pelo medo das pessoas. Empresas começam a reduzir custos e demitir funcionários, geralmente a primeira ideia é reduzir custos. Assim a crise começa a atingir diretamente as empresas e os colaboradores. Reduzindo funcionários sua produção reduz e, por conseqüência, você venderá menos, perderá prazos de entrega e, provavelmente, estará fortalecendo algum concorrente que pode não se importar com o assunto da crise e, aos poucos, roubar sua fatia de mercado.

Isso se torna o "efeito dominó da crise", onde os responsáveis pelas empresas não conferem a ordem cronológica dos acontecimentos e, simplesmente, dizem que as vendas caíram ou os pedidos caíram. Mas isso foi antes ou depois das demissões?

Para driblar a crise e garantir a sobrevivência da empresa no mercado uma das saídas é buscar a maior diversificação de produtos, sem fugir do seu foco. Dessa forma empresas conseguem aumentar o número de clientes alcançados, o faturamento e, muitas vezes, a margem de lucro. Além de alcançar mais pessoas nos casos do varejo a empresa consegue maior circulação de pessoas dentro da loja, fortalecendo a marca e construindo um novo pensamento na população de seu alcance.

Claro que simplesmente aumentar a variedade de produtos oferecidos não garante o aumento das vendas, para isso é preciso um novo layout de loja ou na produção para aumentar o potencial produtivo da empresa. Principalmente no varejo, hoje, existem ferramentas do neuromarketing que podem impactar rapidamente as vendas em um mesmo espaço físico.

A maior ferramenta para superar a crise é manter o seu time otimista e focado para alcançar o resultado. Como em um jogo de futebol quando o time tem que buscar um determinado resultado jogando na casa do adversário, o técnico tem que manter o foco do time e a motivação, tornando o resultado um objetivo alcançável para que consigam o resultado desejado.

Além de conseguir superar momentos difíceis a empresa pode obter crescimento de forma mais rápida, essa é a oportunidade durante a crise.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento