Educação Corporativa: Desenvolvendo competências num mundo em transformação

Estamos vivendo a Era do Conhecimento! Este é um fato que nem as pessoas, nem as organizações podem ignorar, afinal essa nova era chegou acompanhada da competitividade e da velocidade das transformações. A informação, pura e simples, hoje, não é mais suficiente. Até porque as informações são diversas e precisam ser filtradas. Para isso, o ideal é a utilização de uma ferramenta que por muito tempo era dita finita, esquecida para uns logo após a conclusão do primeiro ou segundo graus, para outros com o término da faculdade, mas que agora tem ressurgido com toda força e sem limites: uma ferramenta chamada educação. O tema Educação Corporativa insere-se num contexto mais amplo, que é o da Educação Continuada. Antigamente, ter o terceiro grau e falar inglês eram grandes diferenciais para o mercado de trabalho. Hoje, nem mesmo uma pós-graduação é suficiente. É preciso mais: é preciso atualizar-se sempre. Essa capacitação não diz respeito somente às habilidades técnicas, mas também as habilidades de relacionamento inter-pessoal, liderança, trabalho em equipe, dentre tantas outras, ditas psicossociais. Saber como agir, se comportar no ambiente de trabalho é, nos dias de hoje, uma habilidade crucial. E como diria um dos meus queridos mestres, o Professor Victoriano Garrido Filho: recrutamos pelas competências e avaliamos pelas atitudes. Um grande paradigma para o pessoal do RH. Segundo o site Educor.com.br, a Educação Corporativa pode ser definida como uma ferramenta para alavancar competências empresariais e humanas através de práticas educacionais contínuas que privilegiem a gestão do conhecimento. Na verdade esta é a missão dessa empresa, mas que define muito bem o que busca a Educação Corporativa de um modo geral. No site ainda é possível encontrar a seguinte afirmação que se encaixa perfeitamente os propósitos desse novo modelo de educação: a educação permanente, sistêmica e holística é a geradora de empresas e pessoas engajadas, capazes de entender a realidade, construí-la e modificá-la continuamente em busca do sucesso. Esse tema tem ganhado, a cada dia mais, força em instituições públicas e privadas do país pelo fato dessas empresas perceberem que construir e operar com sucesso a empresa do futuro depende da capacitação de seu pessoal: não basta investir tempo e recursos financeiros em programas prontos e generalizantes, e sim questionar e repensar a própria empresa e seus processos, envolvendo todos os agentes e interessados em desenhar seu próprio caminho. Não podemos nos esquecer do fator mudança, tão presente hoje, seja no mundo corporativo, seja em nosso cotidiano pessoal. Preparar as pessoas para isso é algo que requer um ensinamento amplo e contínuo, pois tudo muda o tempo todo, inclusive, nós mesmos. Assim, os programas de Educação Corporativa têm se alastrado e evoluído, numa busca constante pela adequação e têm sido implantados de diversas formas: através de treinamentos, cursos de desenvolvimento pessoal e profissional e das tão louváveis Universidades Corporativas, que integram, na maioria das vezes, as ferramentas necessárias para a difusão do conhecimento e da educação em toda a empresa. Mais do que investir em educação, investir em pessoas parece o ser o caminho certo para o crescimento das empresas. A utilização Educação Corporativa como ferramenta que alia essas duas bases é, então, um excelente cainho na busca não só da eficiência, como também da eficácia organizacional.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.