Economia Preditiva: Big Data e o Business Intelligence

Estamos passando pelo processo de "algoritmização" dos serviços, no qual são equacionados os resultados para que sejam mais assertivos.

Hoje vou escrever sobre futuro. Não é profecia ou algo místico, mas uma tendência – e talvez nem mais tendência, mas uma realidade. Há um tempo vem sendo bastante citado o tal da big data. O que seria isso? Antes de tudo deixar claro que a big data não é apenas enxugar um conglomerado de dados e condensar tudo em um relatório. Estamos na superficialidade da mineração de dados, existe algo muito mais profundo que isso.

Estamos passando pelo processo de "algoritmização" dos serviços, no qual são equacionados os resultados para que sejam mais assertivos. Temos algoritmos de busca, robôs que cotam no pregão da bolsa de valores, que fazem análises semânticas, que coletam seu estado físico/emocional por meio de uma pulseira e interfaces digitais que sabem melhor do que você das suas próprias preferências.

Algumas empresas conhecidas têm encontrado verdadeiras pepitas de ouro nessa Serra Pelada da informação, empresas que já estão avançadas nessa empreitada, Google, SAP e Amazon, por exemplo. Que elas nos sirvam de inspiração para trabalharmos mais e encontrarmos nossa Eldorado nessa garimpagem de dados.

Acredito que muitos dados não estão sendo identificados devido ao volumoso e rápido fluxo de informações. Quando tais informações forem automatizadas com inteligências artificiais capazes de entender dados cognitivos em uma velocidade quântica, prosseguiremos conseguindo processar mais e mais volumes de dados, num crescente exponencial. Por isso sou a favor de APIs de códigos livres que possibilitam cruzar informações de diferentes aplicações digitais, possibilitando a criação de algoritmos mais robustos e de melhor detalhamento de dados.

Quando cruzamos dados de mundos correlatos para identificar padrões habituais, temos a oportunidade de adquirir novos insights e aprender hoje a como analisá-los nos possibilitará conquistar o futuro. Com os avanços da big data e em paralelo da inteligência artificial, teremos clusters consolidados de dados que trarão a capacidade de analisar e prever o futuro, numa verdadeira business intelligence.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento