E se eu me deparar com um ramo que ainda não tenho confiança?

Como empreendedor, seja na venda, seja por uma proposta, ou alguma outra situação, pode acontecer de em algum momento alguém te perguntar ou pedir ajuda em cima de um ramo que você ainda não domina. E ai?

É comum nos depararmos com desafios quando somos empreendedores. Provavelmente você, empreendedor, é desafiado diariamente com novos obstáculos e isso provavelmente já se tornou tão comum que a solução para cada um deles sai naturalmente. Seu cérebro já analisa tudo em busca da resposta até que todos os objetivos para a solução estejam traçados.

Isso é arte!

Quando você trabalha com prestação de serviço e é um bom empreendedor, constantemente você precisará analisar o comércio ou empresa do seu cliente para que a venda possa ser efetivada. Isso mentalmente te coloca na posição de proprietário daquela empresa que você está vendendo.

Mas como posso desenhar mentalmente aquela empresa sem ter conhecimento de como ela funciona?

É comum nosso cérebro dispersar em uma confusão grande, sem saber por onde começar, onde terminar.

Sendo assim, você pode se tentar da seguinte forma:

Ao contrário de pensar em tudo ao mesmo tempo, pense por partes, delimitando como do zero você montaria aquela empresa. Organize seus pensamentos e não “atropele” um passo-a-passo de organiza-los se não pode ficar confuso novamente . Foque em uma área de cada vez.

Geralmente, o primeiro passo é você se colocar como consumidor do produto.

Pergunte-se:

Para que esse produto serve? Eu o compraria? Em qual situação?

Respondendo essa pergunta você pode fazer uma quarta pergunta importante:

Como eu venderia esse produto?

Hoje com o avanço da tecnologia, existem inúmeras formas do produto ou marca ser conhecido pelo consumidor, como o próprio facebook que é um grande aliado na captação de novos e suporte aos atuais.

Se quiser ser mais específico se pergunte ainda:

  • Como o produto é feito?
  • Como ele é entregue ao cliente?
  • Quanto se gasta e Por quanto ele é vendido?
  • Como ele é administrado?
  • Como funciona a captação de clientes? Quanto é investido no assunto?

*Lembrando que estamos pensando macro agora. Existem várias outras perguntas que podem fazer parte do repertório.

Agora, como elas podem ser respondidas?

Boa parte delas podem ser respondidas com uma palavra: Percepção.

Exemplo: Vou prestar serviços para uma marmitaria, o produto é feito por chefs, entregue via motoboy, vendido a R$15,00, administrado por 2 pessoas e captam clientes por boca-a-boca.

Em uma empresa dessa pode ser oferecido um marketing mais agressivo, utilizar a tecnologia a favor dela. Entrar em grupos de vendas da cidade e postar mini banners com o prato do dia ou incentivar seus clientes a postar um depoimento no próprio face com o que acharam da refeição para ganharem descontos.

Como adminitrador, você pode controlar pela internet mesmo o valor da matéria prima e revezar quais os lugares com promoção para que sempre pegue o melhor preço.

Também pode comprar com agências um banco de email empresarial para realizar parcerias com empresas e manter várias empresas como clientes “fixos”.Dentre várias ações...

Defina antes qual o seu objetivo com a empresa. Quando for, mantenha a mente aberta para novas soluções que as vezes você não tinha pensado.

Uma conversa sadia sempre sairá em um ganha-ganha.

Lembre-se que você está ali para ajudar com seu instinto de empreendedor, usa-lo a seu favor para ganhar mais um contrato ou melhorar o rendimento da empresa. Mas é sempre importante lembrar, serão sugestões a fim de que seu cliente / chefe veja que você está ali para agregar, gerar uma confiança de que o que você for falar será para o bem da empresa.

As vezes parecerá difícil, mas sempre mantenha a calma. Deixe seu cliente falar a respeito da empresa, e enquanto ele fala, monte o quebra cabeça da empresa. Por exemplo imagine: como será que é feito uma divisória? Caso não saiba, sempre seja cortês em pedir informações ao cliente. E imagine como você expandiria esse negócio, como, por exemplo com anúncios sem custos, ou controlaria melhor por um aplicativo de agenda no celular, controle financeiro por um sistema robusto, entre outros. Sempre haverá espaços para a melhoria.

Para que seja você a realizar essa melhoria, você precisa passar que está do lado da empresa, que é tão empreendedor quanto o dono dela.

Se colocando no lugar do dono e fazendo perguntas de como você resolveria tal situação, é uma excelente forma de conquistar esse cliente/chefe.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento