E-commerce no Brasil cresce 11% em 2016

O e-commerce no Brasil apresentou crescimento de 11% em relação a 2015, faturando em 2016 o total de R$ 53,4 bilhões

É fato que o brasileiro está cada dia mais inserido no mundo virtual, o que inclui além das conhecidas redes sociais, o e-commerce. Em 2016 o Brasil faturou o total de 53,4 bilhões (um crescimento de 11% em relação a 2015).

E como é um aumento constante, para 2017 a previsão é um alcance de R$ 59,9 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Vendas de fim de ano

A crise econômica que o país enfrenta não afetou esse setor, informou o presidente da Associação, Maurício Salvador.

As vendas de fim de ano totalizaram um valor de R$ 7,7 bilhões no e-commerce de 2016, representando um crescimento de 3,8% do mesmo período do ano passado (número informado pelo Ebit, empresa que fornece informações sobre o comercio eletrônico nacional).

Além das festas de fim de ano, um aumento que foi extremamente positivo para o e-commerce foram as vendas da Black Friday, 16 vezes maiores que a média diária do mês de novembro.

De acordo com esse monitoramento, as categorias mais lucrativas foram as de eletrodomésticos, acessórios, moda, telefones celulares e decoração. As expectativas que eram positivas para este período foram confirmadas, porém, não se estenderam até Natal. Um fator relevante foi em relação aos indicadores macroeconômicos que apresentaram redução da confiança do consumidor nos últimos dois meses e, em contrapartida, o aumento da incerteza com relação à economia brasileira.

Oportunidade para 2017

Se você deseja investir neste setor, deve saber alguns pontos importantes. O principal deles e uma grande dica é: planejamento.
É preciso ter cuidado ao investir e divulgar o negócio, desta forma, um bom planejamento é a diferença, já que ele é responsável pelo lucro e pelos benefícios que o e-commerce pode proporcionar.
Ao planejar e executar com precisão, as chances de um investimento falho diminuem. Além disso, pensar na logística de envio, escolher um serviço de entrega de confiança e acompanhar o pós-venda para saber o que o cliente achou do seu produto, são atitudes indispensáveis para o sucesso do seu e-commerce.

Como utilizar o Inbound Marketing para ecommerce

Você já sabe o que é Inbound Marketing ou trabalha com o Inbound em lojas virtuais?A aplicação do Inbound Marketing em comércios eletrônicos é uma exelente forma para alavancar as vendas.

Como toda estratégia de Inbound, é importante entender as etapas do processo de compra, que são:
1- Aprendizado;
2- Reconhecimento do problema;
3- Consideração;
4- Decisão.

Analisando as etapas do processo de compra é possível entender que é necessário que o seu e-commerce tenha uma boa estratégia de conteúdo para converter os 98% (aproximadamente) dos consumidores que ainda estão nas fases 1 e 2.

Essa conversão acontece (com uma estratégia bem elaborada) quando o usuário fornece suas informações de contato. E é aí que está o segredo: planejar da maneira correta para convencer o usuário a deixar as informações que você necessita.

Automatizar suas ações e acompanhar seus Leads pelo funil de vendas são as principais ações que devem contar no seu planejamento de Inbound Marketing para e-commerce.
Ao escolher o Inbound Marketing como estratégia para crescimento e sucesso do e-commerce, você opta não só por vender, mas por criar um vínculo com seu cliente.



Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar