Dinheiro motiva alguém?

Relata uma estória do qual lança o leitor como personagem principal. A intenção é responder a essa pergunta que tanto instiga a sociedade: "Dinheiro motiva alguém?"

Não há dúvidas que em um mundo capitalista, do qual vivemos atualmente. Não podemos viver sem dinheiro, uma vez que ele atende as nossas necessidades.


Coloque-se na situação abaixo

Imagine que você trabalha em uma empresa e ganha em média R$ 1.000,00 por mês. Você já trabalha nela há quatro anos, com um pessoal do qual se da muito bem.


Certo dia recebe uma ligação de uma organização com o nome renomado no mercado. Oferece-lhe um trabalho de R$ 50.000,00 por mês. A única coisa que precisava fazer era apertar um botão quando a luz acendesse.


Agora a pergunta

Você aceita ou não?

Como não tenho a oportunidade, neste momento de saber a sua resposta, vamos supor que ela seja: "sim".

Primeiro dia de trabalho

Ao chegar à organização, absolutamente ninguém fala com você. O seu “bom dia” é em vão. Naquele momento você imagina: “É meu primeiro dia”.

Onde é a minha sala?


Na ligação a pessoa lhe disse: “a sua sala fica no 13º andar”.


Ao chegar ao 13º andar, você se depara com as portas escritas “ocupadas” e bem lá no final, uma última porta escrita: “só mais um”.


Ao entrar na sala, observa uma organização ao extremo, do qual nem sabe por onde começar. Chega até pensar: “por onde eu começo?” Ao sentar se depara com uma placa em destaque escrita na mesa: “se virá”.

A única coisa que recebo é notícias


Você já está há quatro meses no escritório. Em certo dia recebe uma notícia: “A minha empresa faturou muito, mais muito dinheiro”!


É você pensa: “a minha conta bancária está agora com R$ 200.000,00”.

Sexto mês: a solidão invade


Já está no sexto mês e ninguém ainda falou uma palavra com você... Espera outra notícia: “A minha empresa faturou muito, mais muito dinheiro”!


Você começa a pensar: “ninguém reconhece o meu trabalho, a porta ainda está com a mesma mensagem: Só mais um, seguido de outra mensagem em sua mesa, se vira”.

Quero sair não aguento mais


No momento em que você se levanta com essa decisão, uma mensagem aparece na porta: “foi tarde, seu trabalho aqui dentro só era mais do que a sua obrigação”.


Ao fechar a porta assim que saiu da sala olhou para trás e viu a mensagem, que se modificou: “acabou de negar uma conquista de R$ 50.000,00 por mês. Deixe-me não lhe esquecer: você só é mais um”.

Conhecendo a verdade

Ao sair da organização. Depara-se com duas portas:

Uma escrita “verdade” e a outra “continue ganhando R$ 50.000,00 ou mais”. A decisão é sua.

Como já disse, não sei qual decisão vai tomar. Então neste momento, vamos supor que você escolheu: “A verdade”.

Como você pôde perceber

Antes do dinheiro, existem várias outras necessidades, como a própria pirâmide de Maslow revela. Só que não podemos descartar a questão, que o dinheiro está relacionado com todos estes requisitos. Então por que o dinheiro não é o mais primordial na questão? É simples: não basta ter todo dinheiro do mundo, se você não conseguir atender nenhuma dessas necessidades primárias, ou como preferir, de baixo para cima, conforme apresentado pela pirâmide.

Editado por Oeverson Dias Vieira.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.