Dicas para montar um relatório de resultados digitais - relato e análise

A função básica deste documento é mostrar para o cliente que as ações digitais deram resultados e desenvolver outras na mesma linha para que a presença continue crescendo

O mercado digital cresce, mas a profissionalização do mercado não acompanha este ritmo. Não é fácil encontrar tanto pessoas como também empresas que realmente estejam por dentro de todas as variáveis que afetam a presença online de uma marca.

Uma destas variáveis de notável carência no mercado é quando se fala de métricas ou relatórios. São vários os textos sobre redes sociais, conteúdo, SEO e outros, mas quando falamos de resultados, o material ou é muito raso ou profundo e chato para iniciantes.

Aproveitando esta lacuna, trabalharei em três textos uma maneira didática de desenvolvê-los.

Primeiro, mas para que um relatório de resultados?

A função básica deste documento é mostrar para o cliente que as ações digitais deram resultados e desenvolver outras na mesma linha para que a presença continue crescendo.

O contrário também é válido, é necessário mostrar quando uma ação não deu resultado, descobrir a razão e buscar outro caminho.

Se a empresa não conhece se está acertando ou errando em suas campanhas ela não investirá mais, por isto, o relatório é uma iniciativa da agência e não do cliente.

Neste primeiro texto, vamos aprender a diferença entre o relatório e a análise.


Esta variável é bastante notável no mercado e serve como divisor de agências e profissionais, entre aqueles que realmente usam métricas de forma profissional e os que não.

O relatório é a apresentação dos dados, por exemplo, o painel do Analytics. Naquela dashboard o usuário encontra uma série de informações sobre a presença do seu site.

Mas os dados sozinhos não trazem nada para a empresa e sua presença online. O anunciante não contrata uma empresa apenas para ver o relatório no Google, para isto ele tem acesso e basta imprimir.

O papel da agência e do profissional de métricas é transformar esta maré de dados em informação, através da analise.

Neste ponto, é necessário cruzar os dados de acessos com um grupo maior de variáveis que envolvem comportamento do consumidor, estatística, conhecimento do ambiente digital, de cada ferramenta utilizada, do negócio do cliente, entre outras.

Muitas empresas dizem entender de métricas e entregam relatórios para seus clientes, mas ficam apenas na fase do relato e esquecem-se de analisar os dados.

Já tive a oportunidade de ver vários exemplos de relatórios e muitos pecam apenas por apresentar os dados de forma crua, pegando os dados do Analytics e redesenhando em uma nova tabela.

Como também existem aqueles esforços de tentar uma análise dos dados, mas elas acabam produzindo um documento superficial, pela falta de cruzamento com outras variáveis fora do Analytics.

Não adianta apenas mostrar um gráfico e escrever duas linhas abaixo falando que o crescimento foi bom, pois veio de tal fator, é preciso ir mais além e mostrar no seu documento a razão daquele aumento, se foi um efeito de um comportamento gerado nas redes sociais e qual a fonte, ou se é um aumento recorrente de outros meses desde que determinada linha de post foi criada.

Se você está lendo este texto, seu objetivo é aprender a realmente montar análises digitais, uma coisa deve ficar clara que quando mais a fundo você for nesta análise destes dados, mais base você terá para defender futuros investimentos.

No próximo texto, falarei um pouco sobre uma estrutura básica de um documento de relatório.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Raphael Lacerda

    Raphael Lacerda

    Sócio na Mercado Binário - Agência Digital de automação e leads de vendas. http://www.mercadobinario.com.br/
    café com admMinimizar