Dicas importantes para negociar um ótimo salário.

Não é nenhuma novidade que negociar salário não é uma tarefa muito fácil e agradável para ambas partes. Geralmente quem paga acha que está pagando bem e sempre quem recebe acha que está ganhando pouco pelo que faz e precisa de um salário melhor. O que muitas vezes é correto, mas não e valorizado.

Caros amigos leitores venho primeiramente pedir desculpas pela ausência dos meus artigos .Estava com problemas de ordem pessoal , agora está tudo resolvido, graças ao nosso bom Deus.
A partir desta data retorno na elaboraração dos artigos, sobre vários temas da administração, como vinha fazendo.
Agradeço desde já a compreensão e atenção de todos.

Voltando ao nosso tema em questão.
Nunca estamos contentes com o salário que ganhamos.Se ganhamos um aumento salarial,em breve estaremos achando que ainda estamos ganhando pouco. Como também trabalhamos muito e ganhamos pouco, é o que mais ocorre com a grande maioria.

Quem trabalha pouco ou quase nada e ganha muito sem dúvidas são os políticos, esse sim não precisam negociar os seus salários, porque eles mesmos fazem os seus próprios salários. Os patrões somos nós, que infelizmente pagamos as nossas contas e impostos corretamente para benéficos deles.

Kim Lankford, escritora convidada da Moster fornece um guia passo a passo para negociar um ótimo salário.Achei muito importante esses passos e estou repassando para ao amigos leitores, espero que sejam úteis para uma futura negociação salarial.

Guardem esse segredo: os empregadores raramente fazem a melhor oferta primeiro e os candidatos ao emprego que negociam, geralmente, ganham muito mais do que os que não negociam. E uma negociação bem elaborada faz você parecer um candidato mais forte - um funcionário.

"Descobrimos que as pessoas que tentaram negociar seu salário de modo construtivo são encaradas de maneira mais favorável do que quem não negociou nada porque elas demonstraram as habilidades que a empresa queria para contratá-las", disse Robin Pinkley, co-autor de Get Paid What You're Worth e professor auxiliar de estratégia e empreendedorismo na Cox School of Business da Southern Methodist University.

Você pode começar a planejar a negociação do seu salário mesmo antes da primeira entrevista. Eis um guia passo a passo:

Durante o processo de entrevista

Faça pesquisas:
Antes da entrevista, procure saber quais são as faixas salariais e os benefícios da empresa, bem como as faixas salariais do setor. Além disso, saiba mais sobre a empresa, a concorrência e o setor. Pense, então, no que espera do trabalho, em termos de salário e de benefícios, além de pensar na oportunidade e nas chances de promoção, diz Pinkley. Essas informações serão valiosas durante a entrevista e a negociação de salário.

Não fale em dinheiro muito cedo:
"Você nunca ganhará nada falando sobre dinheiro logo no início", diz Lee Miller, autor de UP: Influence, Power and the U Perspective -- The Art of Getting What You Want. "Você só deve falar de dinheiro quando os contratantes já estiverem encantados com você." Antes disso, você é apenas um dos muitos candidatos esquecidos facilmente. Mas assim que o empregador decide que você é a pessoa certa para o emprego, "a questão passa a ser como falaremos nisso?", diz Miller.

Evite a armadilha das exigências de salário:
Pinkley conta que as pessoas dizem: "Eu entendo completamente por que esta é uma questão importante - você está tentando determinar quem deseja que continue nesse processo, e não faz muito sentido continuar com candidatos que você não deseja que fiquem. Em segundo lugar, sei que as pessoas têm a tendência de abaixar sua faixa salarial porque não querem ficar fora da seleção.

Minha preferência é descobrir, independentemente dessas questões, até que ponto há um bom candidato aqui e até que ponto eu posso agregar valor para essa organização, até que ponto estarei comprometido e envolvido com esse cargo. Recomendo que aguardemos para falar sobre salário quando você estiver preparado para fazer uma oferta."

Se eles ainda quiserem que você especifique um valor, aproveite suas pesquisas para falar sobre as faixas padrão do setor, não sobre números específicos.

No momento da oferta

Fale primeiro:
Tente mencionar um salário específico antes do empregador. Isso dará início às negociações do seu ponto de vista. "A negociação inteira baseia-se no valor da primeira oferta", diz Pinkley.

Não responda muito rápido:
empregador geralmente oferece o trabalho e o salário ao mesmo tempo. Nunca diga sim imediatamente, mesmo se gostar da oferta. "Eu sempre voltaria para tentar ganhar mais", diz Pinkley. Diga que dará uma resposta depois de algum tempo.

Faça com que os empregadores fiquem com ciúmes:
Se você fez entrevista para outras vagas de emprego, mencione-as para os possíveis empregadores, diga o que você tem a oferecer e veja se eles podem agilizar o processo de seleção - ou fazer uma oferta a você. Se souberem que existe outra oferta em jogo, você ficará mais atraente para eles.

Quando chegar o momento de responder ao primeiro empregador, mencione o interesse de outros empregadores para aumentar seu valor. Mas não mencione nomes.

É fácil conferir e só o interesse favorecerá suas chances.

Articule suas expectativas:
Diga ao empregador o que você espera do trabalho, em termos de salário, benefícios e oportunidade. "Pode ser o tempo de folga, a flexibilidade sobre onde trabalha, autonomia ou autoridade em uma área específica, seu cargo - qualquer coisa que tenha valor para você", diz Joyce Gioia, presidente do Grupo Herman, uma empresa de consultores de gestão e futuristas.

Negocie os extras:
Se o empregador não puder oferecer o salário que você deseja, pense em outras opções valiosas que podem ser mais baratas. Miller sempre recomenda pedir apoio educacional, o que pode fazer uma grande diferença em seu valor de mercado em longo prazo.

Quantifique seu valor e seu desempenho:
Mencione seu valor em termos quantificáveis, por exemplo, quanto dinheiro você economizou em sua empresa e qual foi o aumento da receita de seus projetos em X milhares de dólares, diz Gioia. Depois, diga quanto, especificamente, deve ser seu valor em seu novo emprego.

Você também pode acrescentar algumas contingências mostrando sua confiança em seu trabalho. Você pode pedir que o empregador faça uma revisão de salário depois de seis meses, em vez de um ano, ou solicitar um bônus de final de ano se tiver colaborado para o aumento da receita da empresa. "Assim, você mostra que acredita em você e que procurará fazer o que está falando", diz Pinkley. "Você acredita que agregará um valor significativo para a organização."

Lembrando meus caros leitores essa frase do Henry Ford:

"Não é o empregador quem paga os salários. Ele só os entrega. Quem paga os salários é o cliente."

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento