Desonesta é a sua avó!
Desonesta é a sua avó!

Desonesta é a sua avó!

Se você se olha no espelho e enxerga corrupção, é uma coisa. Mas, por favor, não inclua todos nessa lama

Sempre digo que a pior parte do fato de as páginas políticas e econômicas estarem cada vez mais parecidas com as policiais não é o custo da corrupção em si. Sim, esses filhos da mãe roubam bilhões. Mas dinheiro, ainda que com tempo, recupera-se e ganha-se novamente. O pior lado é o cultural. São os exemplos que as pessoas veem, as referências, a sensação de derrotismo e o desespero silencioso que tomam conta da população.

Cultura é algo difícil e lento de mudar. Por mim, que cada político que jura que “não sabia de nada” aposente-se com seus botões, vá para algum paraíso fiscal e curta a vida, mas pare de dar a lição de que um líder pode se livrar de responsabilidades pelo simples motivo de ser ignorante. Pare de dar a impressão de que corrupção é tudo que temos no nosso país. Dinheiro é recuperado. A referência cultural, nem tanto.

Dentro dessa situação, um argumento que tenho ouvido cada vez mais é o seguinte: brasileiro é corrupto. Você é corrupto porque jogou uma bituca de cigarro na calçada, eu sou corrupto porque colei na prova de Cálculo quando tinha vinte e poucos anos. Sem meias palavras, é um dos argumentos mais arrogantes que surgiu nos últimos tempos. É o tipo da coisa que parece muito intelectual, mas só serve para enterrar mais um pouco aquela sensação de que estamos todos nadando na lama e ponto final.

LEIA MAIS

Somos todos desonestos

Felizmente, tive a oportunidade de viajar um pouco por esse país. Também já fui professor, convivi com empresários, “intelectuais” e uma diversidade de pessoas que me procuraram querendo crescer em suas profissões. E sabe o que encontrei? Sempre há um bom número de gente que toma ônibus sei lá que horas da manhã, trabalha o dia inteiro, vai estudar à noite e dorme poucas horas por dia antes de começar tudo de novo.

Também há os empresários que me confessam passar mal toda vez que sabem que têm que mandar alguém embora, ou que estão em dúvida se conseguirão se manter por mais um tempo. Pessoas que dão um jeito de estudar e investir na própria educação, por mais que o tempo e dinheiro possam fazer falta em outro lugar. A maioria das pessoas que encontro pelo caminho dá um jeito de navegar por problemas financeiros e dúvidas sobre o futuro enquanto enfrentam o trânsito caótico e falta de infraestrutura e segurança que tomaram conta do nosso país.

Então vamos combinar: colar um chiclete no banco da praça quando se é criança não é o mesmo que dar um desfalque em um hospital. Trair a namorada ou namorado quando se é jovem não é o mesmo que quebrar uma empresa estatal só porque você pode. O primeiro tipo de “contravenção" causa um dano bastante limitado, e cai principalmente sobre o autor do “crime" (isso é pra você que perdeu aquele cara bacana por um caso de uma noite). O segundo causa danos a centenas, até milhares de pessoas.

Colar na prova pode ser ruim, mas espera-se que um adulto aprenda isso e siga em frente em direção a uma vida melhor. O corrupto, por outro lado, comete um dos crimes mais covardes que existe. Ao contrário de um assaltante, por exemplo, ele não vê sua vítima. É difícil calcular as vidas que não foram salvas com os hospitais que não foram construídos, as pessoas que não tiveram uma chance com a educação que não tiveram, e assim por diante. Ainda assim, é fácil perceber que são custos altíssimos, por mais que os criminosos por trás de tais feitos gostem de se enganar colocando a cabeça no travesseiro e fingindo que está tudo bem.

A grande maioria dos brasileiros, felizmente, não é corrupta. Somos prejudicados pela corrupção e volta e meia podemos ser prejudicados individualmente por pessoas de má fé. Mas isso não dá o direito de dizer que todo mundo é assim. Não aceito essa tentativa de se dividir a culpa.

Estamos em uma recessão, temos políticos à esquerda e à direita que não merecemos, vivemos em um ambiente difícil e complexo, mas isso não nos torna corruptos. A maioria das pessoas trabalha e faz o que pode para lidar com o mundo que a cerca.

Se você se olha no espelho e enxerga corrupção, é uma coisa. Mas, por favor, não inclua todos nessa lama.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento