Descomplicando o Item 7.1.6 Conhecimento Organizacional da NBR ISO 9001:2015
Descomplicando o Item 7.1.6 Conhecimento Organizacional da NBR ISO 9001:2015

Descomplicando o Item 7.1.6 Conhecimento Organizacional da NBR ISO 9001:2015

Uma abordagem prática sobre o Item 7.1.6

O conhecimento organizacional é algo rico em informações para que os processos sejam conduzidos de maneira tranquila e não sofram percas em caso de êxodo de mão de obra. Levando isso em consideração, as organizações devem conduzir ações de retenção, explicitação e atualização do conhecimento no meio organizacional, tanto do conhecimento interno, quanto externo.

A forma mais usada pelas empresas para retenção do conhecimento organizacional, é através da transferência deste conhecimento para manuais, procedimentos e instruções de trabalho e documentos. Sendo assim, está vivência estará salva nos arquivos da empresa e disponíveis quando necessário. Essa metodologia é orientada pela facilidade de retenção, e transmissão orientativa, aos gestores, líderes e colaboradores responsáveis pela execução das atividades. Cabe a eles também, atualizar estes documentos sempre que ocorrerem modificações nos procedimentos, mantendo assim, a explicitação do conhecimento organizacional sempre atualizada.

Outra maneira de se manter o conhecimento organizacional em constante mutação, é a oferta de treinamentos aos colaboradores, o que permitirá que o mesmo desenvolva-se e crie novas formas de execução das tarefas, buscando sempre o aperfeiçoamento das atividades. Evidencias desta mutação do conhecimento organizacional, são as versões dos documentos que de acordo com as mudanças ocorridas também sofrem alterações, assim como, data de elaboração e aprovação deste documento, nas responsabilidades e atividades dos cargos descritos nos mesmos. Isso faz com que a busca por novos talentos ou o crescimento interno de outros, tenha sempre o nível de conhecimento em constante melhoria. Em outras palavras, o colaborador que tiver vontade de crescer internamente, precisará atualizar-se constantemente.

O processo de auditorias internas e externas, brinda a empresa com novas percepções sobre os trabalhos já explicitados e executados. As constatações apontadas nos relatórios servem de subsídio para o aprimoramento do conhecimento organizacional, bem como, quando em processo de auditoria externa em fornecedores e clientes, essas informações colaboram para o mesmo propósito, aumentar, enriquecer e auxiliar a fazer a gestão do conhecimento da empresa.

Através da pesquisa junto aos clientes, e a impressão trazida pelos representantes comerciais e supervisor de vendas, vendedores ou promotores de vendas, que estão imersos no mundo fora dos portões da empresa, é possível se antecipar a questões externas que contribuam de forma a antever e melhorar seus processos, produtos e serviços para manter sempre satisfeito o cliente. Essa gestão do conhecimento externo pode ser evidenciada nos documentos do setor de vendas e das diretrizes da empresa (missão, visão e valores).

As reuniões das Unidades Gerenciais, Times da Qualidade, Comitês internos, propiciam a empresa tomar para si os pensamentos oriundos das discussões, das ideias, sugestões e opiniões concedidas nestas reuniões, sendo lançadas a teste e se aprovadas passam a fazer parte dos documentos internos da empresa, aumentando assim, o conhecimento organizacional.

Os órgãos reguladores fazem com que as empresas estejam em constante monitoramento e estudo sobre a legislação vigente, isso permite que os processos sofram mudanças para adequação legal, mas também trazem a possibilidade de revisar, testar, criar, atualizar e engrandecer os documentos que retem o conhecimento organizacional.

Por se tratar de algo subjetivo, o conhecimento organizacional é tratado dentro da organização como citado nos parágrafos anteriores. Como o mesmo é desprendido e circunda todas as dependências da empresa e até mesmo externamente, o Sistema de Gestão da Qualidade, deve buscar a melhor forma de gerir esse capital intelectual, tornando explícito através do lançamento no rol de documentos da empresa.

Este pequeno artigo, visa demonstrar algumas evidências que podem ser buscadas para dilucidar como o SGQ trata o conhecimento organizacional, e se o mesmo é mantido nas organizações. Existem inúmeras outras formas de averiguar se ele é compreendido e disseminado pela organização, como participação e feiras do seguimento da organização, palestras, treinamentos workshop, conhecimento tácito, experiências trazida através de contratações de novos colaboradores. O mais importante de toda aplicação do PDCA e SDCA, é fazer com que essas informações sejam retidas na organização, independente de serem frutos de sucesso ou fracassos. “Toda forma de saber é importante”.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.