Crise, é hora de investir?

É inegável o momento de turbulência política e econômica vivida em nosso país, fato que muitos negócios não estão preparados para sobreviverem a esta tempestade, porém é um momento de empresas bem estruturadas, com gestão técnica e comprometida com resultados, crescerem e prosperarem ainda mais, você está preparado para aproveitar as oportunidades?

Tenho conversado com muitos empresários assustados devido à crise política e suas consequências econômicas, tal como crescimento de impostos e redução de poder aquisitivo da população, refletindo na baixa demanda em suas empresas. Os mais bem preparados já sinalizam para a necessidade de mudanças em seus modelos de negócios, neste momento algumas estratégias devem ser tomadas.

A manutenção, é um plano estratégico voltado apenas para a continuidade do status quo, ou seja, a empresa já cresceu nos últimos anos, feliz com este ganho as ações são voltadas a manutenção deste mercado, do faturamento e outros indicadores, é tido como uma estratégia de sobrevivência. É aquela história do time de futebol que faz dois a zero no início da partida e passa o restante do jogo administrando a vantagem para não tomar um gol do adversário.

Expansão, sim isso mesmo, não se assuste, muitas empresas desenvolvem projetos de expansão, se por um lado as coisas estão ruins, por outro podem estar boas, depende apenas do ponto de vista, é a velha máxima do meio copo d’água, pode se ver o que está faltando, ou seja, a outra metade vazia, ou deleitar-se por ter encontrado meio copo cheio de agua, se ele está meio cheio, ou meio vazio, a escolha é sua.

O mercado aquecido é sinal de que teremos clientes, um fluxo de caixa mais alto, mais dinheiro entrando, porém mais dinheiro saindo também, neste momento os investimentos também são mais caros, seja a contratação de um profissional ou mesmo a locação de um espaço, um ponto em um centro comercial ou shopping center.

Já no mercado em baixa, a tendência do custo de investimento é de redução, ou seja, podemos contratar um profissional mais bem qualificado que perdeu seu posto de trabalho em uma grande empresa, este já estará preparado, formado, bem treinado e conhecedor de outra realidade, gás novo para pensar sobre o seu negócio. Os alugueis e tantos outros custos de investimento tendem a reduzir, até mesmo a oportunidade de compra de maquinário, outras empresas estarão entrando em falência e seus ativos podem ser comprados com valor mais baixo, é questão de uma boa negociação.

Outro ponto de extrema relevância é o tempo de maturidade do investimento, quando o mercado estiver em ascensão os outros empresários vão querer investir, porém o investimento leva tempo para crescer e começar a dar frutos, seja a montagem de uma loja ou mesmo a construção de uma nova planta industrial, tudo leva tempo para estar pronto. Enquanto o investimento agora pode ser mais barato, também estará pronto e colhendo os frutos quando o mercado começar a crescer, surfando na onda da crista, ou como diz minha avó “quem chega primeiro, bebe água limpa”, geralmente novos modelos de negócio encontram baixa concorrência, motivo pelo qual podem ter maior taxa de lucratividade, até que chegam os concorrentes e com isto a redução da margem, leia a abordagem do livro “A Estratégia do Oceano Azul”, dos autores Chan Kim e Renee Mauborgne.

Inúmeros historiadores relatam que grandes fortunas americanas foram construídas com a Crise de 29, com o colapso da bolsa de valores, grandes ativos empresarias perderam seus valores, quem ainda tinha algum recurso pôs-se a adquirir estes ativos, que depois voltaram a se valorizar constituindo verdadeiras riquezas.

Para finalizar, lembro-me das lições de Charles Robert Darwin, o naturalista britânico de renome mundial que teve a consciência de observar e descrever a ocorrência da evolução das espécies, uma de suas máximas, que procuro sempre aplicar a minha vida e ensinar aos meus alunos e clientes, consiste em acreditar que apenas os mais bem adaptados, os mais flexíveis, ou seja, os que são capazes de ler o ambiente a sua volta e se moldar a este, serão os sobreviventes, os vitoriosos, o restante será extinto.

Com Darwin ficam as perguntas: Como gerente ou empresário, o que está fazendo para adaptar sua empresa ou negócio ao meio ambiente onde está inserido? Tem acompanhado as tecnologias de seu setor? O que seu concorrente tem feito? Está preparado para superar a crise?

Arrume a sua casa, organize sua empresa e saía na frente de seus concorrentes, invista em seu negócio!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento