Crise e empreendedorismo

Crise, palavra constante em nosso dia a dia durante os últimos meses. Mas sabemos que não será a última. O que fazer para estarmos preparados para ela? Qual o papel do administrador/empreendedor?

Crise com certeza é a palavra que mais ouvimos nesses últimos tempos.

Mas com ela também vêm os aprendizados, e a busca por alternativas para tentar dribá-la ou nos leva a fazer algo efetivo para que possamos passar por esse período, ouvindo opiniões de especialistas ou não.

Sabemos que a crise existe pela total falta de credibilidade de nosso governo e sua equipe econômica. Mas será que com a troca recente tudo vai melhorar? Há previsão de baixa de inflação? Baixa do dólar ou alta da bolsa?

Muitas perguntas se fazem, e é normal, pois é o momento em que a palavra sobrevivência vem à tona, será a crise é temporária como tanto se fala? Como vamos gerir nossos negócios sem ter que demitir? Será que vamos manter nossos empregos? Sabemos a real situação de nossa empresa? Nosso produto é indispensável? Qual é nosso público alvo?

Sabemos que a decisão que tomarmos vai influenciar sem dúvidas na viabilidade do negócio, e é o momento de aproveitarmos realmente para conhecê-lo profundamente, ter uma visão sistêmica é indispensável, é nossa oportunidade de ter em mãos esse conhecimento e estarmos preparados para novos desafios, pois crises vêm e vão.

A informação precisa, a inovação, metas bem definidas, a tomada de decisões e a capacidade de liderar sua equipe mesmo em momentos de incerteza, são características presentes de um administrador e nesse momento de crise, se reinventar tem que ser um processo diário.

Um negócio sempre deve estar firmado no espírito de empreendedorismo, afinal, foi através dele que se abriram as portas da empresa. O desenvolvimento contínuo de novas soluções, identificando as necessidades dos clientes, pois sabemos que ele somente permanecerá conosco se suas expectativas forem realmente atendidas, e para isso, devemos saber quais são essas expectativas. A qualidade e a confiabilidade são alicerces para cativar e manter fiel seus clientes.

Esse é o momento de sairmos da zona de conforto, sermos audaciosos e criativos, dar respostas a mercados cada vez mais competitivos e permanentemente descobrir qual a oportunidade atual. Ser criativo e audacioso na crise talvez não seja ser uma pessoa genial, mas sim ser aquele que descobre um nicho de mercado onde há clientes insatisfeitos.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento