Controle de ansiedade

Na mesma medida em que as novas tecnologias facilitaram a vida das pessoas, a sobrecarga informacional e a pressão pautada pelo tempo têm nos tornado cada vez mais ansiosos. Em si, a ansiedade não é algo prejudicial. Ela é a percepção de que algo ruim pode acontecer a qualquer momento. É um mecanismo de proteção e de defesa do nosso organismo. O problema acontece quando perdemos o controle da nossa ansiedade, o que nos leva a ter problemas cognitivos, comportamentais e até dores físicas.

Os problemas de ansiedade são considerados uma doença, e se dividem em vários tipos de transtornos com diferentes diagnósticos e sintomas. Os mais comuns são síndrome do pânico, estresse pós-traumático, fobia social, fobias específicas e transtorno de ansiedade generalizada (TAG). Hoje, esse mal já afeta 25% da população mundial, sendo mais comum em grandes cidades e em pessoas com vida profissional ou social muito movimentada. A ansiedade é geralmente tratada por meio de remédios controlados, mas como uma doença que atinge a mente, também deve ser tratada com acompanhamento de algum profissional, como psicólogos e psiquiatras.

O Coaching pode ser outro importante instrumento no combate à ansiedade, pois pode ser um grande aliado neste processo, já que permite ao indivíduo fazer escolhas convergentes com a sua vontade de estar menos ansioso para a condução da vida. Um exemplo é identificar ações que tragam o coachee para um estado de mais tranquilidade, tornando estas ações cotidianas e parte da rotina da pessoa.

Infelizmente, não existe uma receita de bolo para tratar problemas de ansiedade, mas ela pode ser controlada por inúmeras ferramentas. É nosso papel como coach identificar qual delas fazem mais sentido para o cliente, de modo que minimize os efeitos da ansiedade para o coachee.

ExibirMinimizar
aci baixe o app