Consultoria para quem precisa de consultoria

O texto fala sobre a necessidade de uma empresa utilizar os serviços de consultoria

Será que todas as empresas ou organizações, em algum momento, precisarão da ajuda de uma Consultoria? E neste momento, o que um Consultor poderá fazer pela empresa? Estas duas perguntas são cruciais para as organizações que participam do mercado atual. São questões que cada vez mais estão presentes entre proprietários, diretores, gerentes, acionistas e controladores das empresas, principalmente porque os “olhos internos enxergam quase tudo, mas os olhos externos possuem os olhares críticos”, que são muito importantes para o desenvolvimento do negócio.

Escolher o momento de utilizar a ajuda de uma consultoria, para vislumbrar problemas, interpretar ações internas ou externas, avaliar equipes ou projetos e ainda, melhorar processos, torna-se imprescindível para as organizações. Este momento é o divisor de águas da empresa, para que se torne eficiente, organizada, transparente e rentável.

Depois de escolher o momento certo, a empresa passa para a escolha da Consultoria, que pode ser de pequeno porte, focalizada em áreas ou grande, com ramificações e equipes de atendimento exclusivo. Esta decisão passa pela experiência dos profissionais, resultados anteriores, valores dos serviços, tempo de atuação e resultados propostos, que nem sempre podem ser previstos em sua totalidade.

Quando a consultoria inicia o trabalho, começa a disponibilidade de dados e informações, por parte da empresa. Então aparecem erros de processos, falhas nas responsabilidades e desvios de função, assim como, qualidades das equipes, nem sempre percebidas pelos seus líderes. Cabe a Consultoria, demonstrar as oportunidades de melhorias, os erros no planejamento, as decisões equivocadas e as ações de sucesso, sempre com a independência e profissionalismo, que uma equipe de consultores tem que ter.

Começam as sugestões de mudanças, as propostas de nova organização interna e externa, as iniciativas de ações frente ao mercado, os desafios de mudar e trocar projetos com prioridades definidas, e as ações de curto prazo, que identificam a mudança de rumo da organização. É neste momento, que os líderes do projeto são importantes. Precisam ter apoio da gestão, tem que estar certos de suas interferências e convictos das alterações no quadro profissional e nos projetos prioritários. È a fase crítica.

Depois da implantação das mudanças, começam as expectativas de melhora nos resultados. “Pessoas diferentes, avaliam resultados diferentes”, dizem os consultores de empresas, que atuam sobre o foco da mudança. É função do consultor neste momento, mostrar os avanços, as atividades que estão com melhor fluxo interno, com agilidade no mercado e com estabilidade no processo empresarial. Torna-se o momento de avaliar as mudanças, a Consultoria, os processos e os resultados obtidos. Começam as dúvidas e as certezas dos profissionais, porque implantar é mudar com decisão.

Finalmente, contratar os serviços de consultores, parece uma tarefa fácil, mas não é. A empresa ou organização fica sensível á questões de ordem interna, ás interpretações de estranhos aos projetos da empresa e aos questionamentos de outros profissionais, com visões diferentes, perfis acostumados com mudanças e novas metas. Assim, a contratação de uma consultoria, para empresas dos mais variados tamanhos, é uma responsabilidade muito grande por parte dos gestores, mas com certeza a responsabilidade dos consultores, parece maior ainda.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento