Construa pontes e resultados ao invés de destruí-los

Numa organização, seja ela pública ou privada, todos fazem parte de um propósito comum. Logo, nenhum empreendimento se sustentará ancorado em disputas pessoais e divisões ideológicas.

Para as pessoas, ela representa a bússola que nos guia e que distingue nossa jornada das demais. Para as organizações, ela dá sustentação e serve com diretriz essencial. E para uma nação, ela transcende os interesses pessoais e nos une em prol de uma causa que beneficie a todos. Isso que opera como um espírito interno e que resume quem somos, por que existimos e aonde queremos chegar é denominado identidade.

Por sugestão de uma colega, este que lhes escreve deu uma pausa nas férias em relação aos estudos para avaliar e resumir o verdadeiro motivo do sucesso ou do fracasso de uma empreitada. É óbvio que o sucesso ou fracasso resulta de infindáveis causas. Porém, a ênfase deste texto recairá sobre uma das causas essenciais para o êxito de quaisquer negócios: o grau de convergência entre o interesse do todo e os interesses de todos.

O sucesso de um empreendimento não depende somente do quanto conhecemos o que fazemos. Ele também depende do quanto acreditamos e nos comprometemos com aquilo que fazemos. Em vista disso, conclui-se que nenhuma empreitada será construída e se manterá de pé enquanto houver disputas pessoais e divisões ideológicas que busquem suplantar o todo.

Um exemplo histórico do quão poderosa é a convergência de intenções e ações em prol de uma causa que beneficie, sobretudo, a todos é a disseminação do cristianismo: a partir da fé nos ensinamentos de Cristo e das obras que buscaram propagar e solidificar esses ensinamentos mundo afora, o cristianismo se tornou um empreendimento espiritual compartilhado por bilhões de pessoas nos dias atuais.

Quanto ao exemplo de insucesso pela inobservância dos postulados aqui discutidos, temos a atual crise econômica que se estabeleceu em nosso país: devido à autossabotagem existente no governo, criou-se um clima político-institucional desagradável e desagregador, no qual o Brasil e os brasileiros saímos perdedores. É um tal de PT e seus movimentos de base contra PMDB, PT do Lula contra PT da Dilma e, até mesmo, PT da Dilma contra PT da Dilma. E isso se reflete na máquina pública em todos os seus níveis: nos Ministérios, passando pelas agências reguladoras e alcançando o processo decisório de empresas estatais.

À luz do exposto, quem busca fazer parte de uma empreitada de sucesso, construa pontes e resultados ao invés de destruí-los. Esta e as próximas gerações agradecem.

Um forte abraço a todos e fiquem com Deus!

ExibirMinimizar
Digital