Conquistas reais X Enganação em assessoria de imprensa

Quando o assunto é "contratar uma assessoria de imprensa", a dica é: prefira um resultado trazido com estratégia do que 100 cópias de releases “santinhos” a torto e a direito

Se engana quem pensa que assessoria de imprensa é algo voltado apenas a médias e grandes empresas. Essa ferramenta do Marketing é fundamental para quaisquer organizações, independentemente do porte ou atividade. Mudam as estratégias, os objetivos e as necessidades de cada contratante, mas o conceito mantém-se inabalável: posicionar marcas, fortalecer imagem e criar relacionamento de proximidade com imprensa, formadores de opinião e até mesmo público final.

A assessoria de imprensa busca basicamente inserir o nome de um profissional ou de uma empresa em publicações jornalísticas, sem que haja qualquer custo adicional - além do fee mensal previsto em contrato - para tanto. Para conseguir que seu nome seja mencionado em algum meio de comunicação de credibilidade, existem dois caminhos: contratar um jornalista ou profissional de Relações Públicas para trabalhar internamente, ou terceirizar os serviços com uma agência especializada.

Para chegar ao ponto principal desse texto, é preciso contextualizar e reparar um equívoco muito comum. O assessor de imprensa tem como principal papel auxiliar o jornalista de redação (pode ele estar em TVs, rádios, jornais, revistas, portais, blogs e até redes sociais) a desenvolver um bom material, que seja de interesse público, e não somente de interesse de quem o contratou. Cabe a este profissional definir internamente o que é passível de ser publicado ou não, e jamais deve sequer tentar interferir na autonomia do veículo. Nem tudo é notícia, e isso deve sempre ser levado em consideração e dito ao cliente quando necessário.

Acontece, entretanto, que muitos “profissionais”, sejam eles freelancers, funcionários de uma organização ou de uma agência, estão denegrindo a categoria ao buscarem o caminho mais fácil e, consequentemente, enganando a quem apostou no serviço, na maior parte das vezes, leigo no assunto.

Para se conquistar resultados reais, o assessor de imprensa profissional deve pensar, pensar, pensar – sim, pensar muito – planejar, aprovar ideias junto ao cliente, desenvolver as ideias e as estratégias, escrever, ter bom relacionamento com o meio jornalístico e não depender apenas de mailings comercializados. O assessor de imprensa que não possui alguma dessas características, digo, com toda certeza, não o é.

Atualmente, milhares de sites existem como divulgadores de press releases – e nomeio alguns deles, como Maxpress, Difundir, DINO, Brandpress, Jornow, Segs etc. Não os julgo desnecessários e tampouco ilegítimos, mas julgo extremamente prejudicial à categoria e às empresas que nos contratam quando esses portais – conhecidos em nosso meio como "publicotudo.com" – acabam sendo incluídos no relatório mensal como resultados, ou melhor (pior), conquistas da assessoria de imprensa. Não são!

Decidi bater nesta tecla ao pesquisar um pouco mais sobre os resultados que as agências têm entregado para seus clientes. Reuni agências tradicionais, com nome no mercado, e outras com menos tempo e menos nome. Para minha desagradável supresa, percebi que muitas – quando digo muitas, são muitas – delas fazem questão de apresentar aos clientes essas publicações como resultados reais, inflando o clipping.

Ora, se o assessor deve ter todas aquelas características supracitadas, como um release publicado na íntegra pelo mesmo assessor, que em alguns casos efetuou um login no próprio portal de “notícias”, pode ser uma conquista? Que trabalho teve? Que estratégias desenvolveu? Que público buscou? E, para piorar, que efeito terá para o cliente?

É comum que agências e/ou assessores prometam resultados específicos e algumas vezes até prometam quantidades de publicações. Então eu pergunto: por mês, mais vale uma ou duas publicações em veículos “de peso”, com foco no mercado do cliente, ou espalhar releases pela internet como “santinhos” em dia de eleições, aos quais ninguém dá a mínima, atrapalham e, acima de tudo, descredibilizam sua imagem?

Portanto, caso você tenha interesse em contratar os serviços de assessoria de imprensa, ou se já o fez, avalie tais observações. Seu dinheiro deve ser bem investido. A assessoria de imprensa pode trazer muitos benefícios ao seu negócio, mas, se mal feita, pode trazer absolutamente nada, a não ser um gasto dispensável.

ExibirMinimizar
aci baixe o app