Conheça os critérios que o Serasa usa para calcular o seu score de crédito
Conheça os critérios que o Serasa usa para calcular o seu score de crédito

Conheça os critérios que o Serasa usa para calcular o seu score de crédito

Para ter um score alto não basta ter o nome limpo e as contas em dia

Recentemente fui atrás de um financiamento para investir em um imóvel, mas para minha surpresa tive o crédito negado devido ao score de crédito baixo.

Ora, logo eu que faço tudo o possível para manter meu nome limpo e pagar sempre minhas contas em dia. Algo estava errado.

Intrigado, comecei a pesquisar como calcular o score, quais critérios são levados em consideração e porque eu não estava cumprindo com eles.

Depois de muita pesquisa finalmente descobri o que estava errado. Não basta somente ter o nome limpo e pagar as contas em dia.

O Serasa tem vários critérios para calcular o score, muitos deles desconhecidos até então, e assim decidir qual sua pontuação de crédito.

E são esses critérios que vou revelar pra você neste artigo e te ajudar a saber como é calculado o score.

O cálculo do score Serasa para ter o crédito aprovado

Muito se fala que manter o nome limpo na praça e ser um bom pagador garante portas abertas para créditos, empréstimos e financiamentos.

O que pouca gente sabe é que só isso não vai garantir ter um crédito aprovado. É preciso também ter um score alto, uma pontuação boa para que as empresas confiem em você.

O grande problema é que nem tudo o que leva a se ter um bom score é revelado, e mesmo com o nome limpo e as contas em dia, sua pontuação pode ser insuficiente para alcançar seu objetivo.

Pesquisando sobre como a pontuação de crédito é calculada encontrei 8 fatores, além do nome limpo, que afetam diretamente o Serasa Score.

Em maior ou menor grau, não preencher esses requisitos podem te levar a ser considerado um mal pagador e consequentemente ter o crédito ou financiamento negado, assim como eu tive.

Idade é documento

O primeiro critério para calcular o score de uma pessoa é a sua faixa etária.

Pessoas mais jovens, de 18 a 30 anos, tem uma pontuação menor do que as pessoas acima de 50 anos.

Um dos motivos para que isso aconteça é que uma pessoa dessa idade está no início da sua carreira financeira e não há dados suficientes se é ou não um bom pagador.

Além do que o passar dos anos traz consigo a estabilidade financeira e a responsabilidade.

Quanto mais se usa, mais se tem

A utilização dos serviços financeiros (empréstimos, cartões de crédito, planos de saúde, seguros) somam pontos no cálculo do score.

Quem deseja ser considerado bom pagador precisa ser bom pagador, e demonstrar isso.

Ao utilizar os serviços financeiros de maneira correta, pagando em dia, você cria registros positivos no seu cadastro, aumentando a confiança das empresas.

Usar não é o mesmo que pedir

Se por um lado é bom ter várias contas sendo pagas em dia, o excesso de solicitações de crédito pode ser devastador.

Pessoas que tem seu CPF consultado várias vezes por pedidos de empréstimo dão sinais de que passam por dificuldades financeiras.

A quantidade de consultas na pontuação do seu CPF são parte importante da conta ao calcular seu score.

Parece um paradoxo que para pedir crédito seja consultado seu score e que o excesso de consultas te prejudique.

Mas há uma forma de contornar essa situação, veja como no artigo: como apagar as solicitações do seu CPF para aumentar seu score.

Quem não deve não teme

É claro que um fator importante para o Serasa na hora de calcular o score é se essa pessoa tem uma dívida ativa.

Por isso antes de pretender que seu score aumente, é importante ter suas dívidas totalmente pagas e seu nome limpo.

Ainda assim, o Serasa inclui no cálculo o histórico das suas dívidas nos últimos 5 anos, quantas dívidas foram feitas nesse período e quanto tempo passou desde que a última foi registrada.

Conte sobre o que fez de bom

Mas nem tudo é negativo. Existe o chamado Cadastro Positivo, onde tudo o que você faz corretamente com seu crédito fica registrado.

Sabe aquela conta que você pagou adiantada? Sabe a fatura do cartão de crédito que você paga sempre a totalidade ao dia?

É no Cadastro Positivo onde essas informações ficarão armazenadas. E isso vai ajudar no cálculo do score.

Com qual cartão eu vou?

A escolha e aceitação de um cartão de crédito pode envolver pesquisa de taxas, vantagens, pontos, etc.

Mas você não precisa escolher um só. Pelo menos não se você quiser ficar bem com a pontuação de crédito.

O Serasa Score calcula que você é um bom pagador caso já tenha vários cartões. Para eles isso é um sinal de que as operadoras confiam em você.

Na prática isso pode ser oneroso, pagar várias anuidades, mas é um bom indício de crédito. Ainda mais se você tiver esse cartão há um bom tempo, um ano ou mais.

Qual o seu valor de mercado?

A renda de uma pessoa não é levada em consideração na hora de calcular o score. Mas o valor dos seus gastos sim.

O cálculo da pontuação envolve o valor gasto em seu(s) cartão(ões) de crédito e qual o valor total pago nos últimos 12 meses.

Se você pagou mais de R$6.500,00 das faturas do último ano, seu score vai aumentar e a confiança em você também.

Não adianta só pagar muito, tem que pagar tudo

Além do valor pago de cartão de crédito ter que ser importante, a porcentagem paga do total das faturas deve ser alta também.

O cálculo do score vai incluir a porcentagem paga não só do cartão, como de empréstimos e financiamentos que você tenha feito nos últimos 12 meses.

Se você se mantém com pelo menos 80% desse valor em dia, é um ótimo sinal de que seja um bom pagador.

Chega de calcular, é hora de aumentar o score

Agora que você já sabe quais fatores o Serasa leva em conta para calcular o score, você precisa começar a trabalhar e melhorar cada um deles.

Antes de mais nada, comece pagando suas dívidas ativas. Procure renegociar se for o caso, mas limpe seu nome o quanto antes;

Enquanto isso, abra seu Cadastro Positivo, para ir registrando como você se livra das dívidas, como o bom pagador que é;

Não importa o quão distante você esteja da meta de ter uma boa pontuação de crédito, é preciso dar o primeiro passo. Comece hoje mesmo.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento