Conheça os diferentes tipos de eventos existentes
Conheça os diferentes tipos de eventos existentes

Conheça os diferentes tipos de eventos existentes

É importante conhecer as diferenças entre as várias modalidades de eventos, uma vez que algumas comissões organizadoras não se atem à classificação do evento na categoria correta

Evento é um instrumento institucional e promocional, utilizado na comunicação dirigida, com a finalidade de criar conceito e estabelecer a imagem de organizações, produtos, serviços, ideias e pessoas, por meio de um acontecimento previamente planejado, a ocorrer em um único espaço de tempo com a aproximação entre os participantes, quer seja física, quer seja por meio de recursos de tecnologia (MEIRELLES, 1999, p. 21).

No âmbito acadêmico existe uma variedade de eventos técnicos e/ou científicos que contribuem para o desenvolvimento de determinada(s) área(s) do conhecimento, nos quais é possível aprender/compartilhar um assunto ou atualizar-se sobre um ou mais temas de interesse.

Por isso é importante conhecer as diferenças entre as várias modalidades de eventos, uma vez que algumas comissões organizadoras não se atem à classificação do evento na categoria correta.

Os organizadores precisam pensar nos profissionais que se deslocam e pagam para participar desses eventos. Afinal, ao conhecer as características de cada evento, é possível tomar a decisão de inscrever-se, ou não, com base em suas necessidades.

Considerando que a classificação de eventos é numerosa, apresentam-se a seguir os eventos que têm como característica comum as reuniões dialogais (baseada na informação, no questionamento e na discussão).

REUNIÃO

Caracteriza-se como o embrião de todos os tipos de eventos. Trata-se do encontro de uma ou mais pessoas, a fim de discutir, debater e solucionar questões sobre determinado tema relacionado com suas áreas de atividades.

AULA MAGNA

Aula ministrada por uma autoridade de grande expressão. Difere da aula inaugural porque pode ser ministrada em qualquer época do período letivo.

AULA INAUGURAL

Como o próprio nome diz, é a aula que inaugura um curso e deve receber atenção e a devida divulgação. O Reitor, na maioria das vezes, é quem faz a Aula Inaugural, mas pode ser proferida por professor de público e notório conhecimento do assunto do Curso. Devem estar presentes, além dos alunos, professores do curso e demais membros da Instituição.

CONFERÊNCIA

Caracteriza-se pela apresentação de um tema informativo, técnico ou científico, por autoridade em determinado assunto, para um grande número de pessoas. Mais formal que a palestra, necessita de um presidente de mesa, que fará a apresentação do conferencista. As perguntas deverão ser feitas ao final do evento, por escrito e identificadas.

Considerações e comentários: Se for sobre política tem o objetivo de verificar como está o desenvolvimento desta política no âmbito local, estadual e nacional. Assim, dependendo da periodicidade estabelecida pela organização, são realizadas novas conferências para avaliar o seu desenvolvimento e estabelecer novas metas, sempre somadas às deliberações anteriores. O ideal é que o chefe do executivo faça a convocação, mas se este não o fizer, os movimentos sociais podem se autoconvocar através de edital público. O primeiro passo é compor uma comissão organizadora que tem a tarefa de elaborar o regimento da conferência. No regimento deve conter data, local e condições de realização, bem como nomes dos palestrantes, credenciamento dos delegados, cronograma e temário. Em toda conferência deve haver composição de grupos de trabalho para discussões e apresentações de propostas que serão votadas na Plenária Final (com participação de todos os inscritos), onde se aprova ou não a moção (opinião que diz respeito a outros assuntos que não a política em discussão). O relatório/resoluções da conferência é encaminhado aos poderes.

Ex. Um Conselho (órgão deliberativo ou consultivo para auxiliar o poder público no desenvolvimento de políticas públicas na área afeta ao conselho) normalmente promove uma Conferência para tratar sobre determinado assunto, como o Conselho de Direitos da Mulher que pode promover uma conferência para tratar de políticas de combate a violência contra as mulheres.

PALESTRA

Caracteriza-se pela apresentação de um tema pré-determinado a um grupo pequeno, que já possui informações sobre o assunto. Menos formal que a Conferência, exige a presença de um coordenador, para a apresentação do palestrante e triagem de perguntas. Estas podem ser feitas diretamente pela plateia (que deve ser menor do que a da conferência) durante a apresentação e após a autorização do apresentador. Também aceitam-se perguntas por escrito, desde que identificadas.

Considerações e comentários: Tem o objetivo de apresentar de forma sucinta alguma novidade, por isso possui curta duração. Pode-se dizer que a palestra é como a capa de um jornal: tem-se acesso apenas às manchetes. Também pode ser vista como uma conferência sobre um tema científico ou específico. Neste caso, o palestrante expõe suas ideias/opiniões sobre o assunto e pode ou não pedir a participação da plateia.

COLÓQUIO

Semelhante à Conferência, mas com caráter mais científico, o colóquio é apresentado por profissional de renome e com notório saber no assunto e tem como objetivo o esclarecimento de um tema ou a tomada de decisão. É mais utilizado em classes específicas, como por exemplo, o segmento médico. Após a apresentação do tema, o plenário deve ser dividido em grupos para debates (troca de opiniões) e estudos e o resultado apresentado pelos líderes de cada grupo. A decisão final fica por conta da votação do plenário.

WORKSHOP

É uma palestra dividida em duas partes: teórica e prática. A primeira caracteriza-se pela apresentação teórica de um tema e a segunda trata-se da fase prática, na qual os participantes testam as informações recebidas.

Considerações e comentários: Tem caráter de treinamento. Seu objetivo consiste em aprofundar a discussão sobre temas específicos e, para isso, apresenta casos práticos. O público participa intensamente. Objetiva-se detalhar, aprofundar um determinado assunto de maneira mais prática. Normalmente possui um moderador e um ou dois expositores. A dinâmica da sessão divide-se em três momentos: exposição, discussão/trabalho em grupos ou equipe e conclusão.

SEMINÁRIO

Caracteriza-se pela discussão de um tema proposto, do qual se estuda todos os seus aspectos, pesquisados por grupos e apresentados por representantes, não havendo tomada de decisão. É apresentado sob a forma dialogal, como palestra, painel, debate ou mesa redonda, em período pré-determinado, com a presença de um coordenador que domine o assunto e de um ou mais apresentadores, escolhidos pelo grupo. São permitidas perguntas, de preferência escritas e identificadas. A duração do seminário é de um dia inteiro; se realizado em mais de um dia é jornada.

Considerações e comentários: Reunião na qual “semeiam-se” ideias. O objetivo é suscitar o debate sobre determinados temas, até então pouco estudados. Caracteriza-se pela exposição de um orador seguida de debate com a plateia, que tem pelo menos conhecimento básico sobre o tema. A dinâmica do seminário divide-se em três momentos: a fase de exposição, a de discussão e a de conclusão. Trata-se de um produto informativo mais focado, porém parcial. A informação tem normalmente uma única fonte – o orador ou expositor – e, por consequência, pode apresentar certo viés. Usualmente, o orador é um guru ou expert no assunto que está sendo exposto. Há a figura do moderador deve ser um especialista e pode participar fazendo perguntas.

OBS: Quando realizado em sala de aula, no âmbito de uma disciplina, o seminário é entendido como um uma dinâmica de grupo para o estudo e pesquisa sobre um assunto predeterminado, com posterior apresentação.

SIMPÓSIO

É a apresentação de um tema geral de grande interesse, que é dividido em sub-temas, por especialistas de renome, sendo seu objetivo final o intercâmbio de informações, com a tomada de decisão. Mais eclético que o congresso, permite também a apresentação de temas de interesses geral, e não só de classes específicas, no qual pessoas de todos os segmentos e setores socioeconômicos podem ter interesse. A duração de um simpósio é, em média, de 1 a 3 dias.

Considerações e comentários: É um derivado da mesa-redonda, possuindo como característica o fato de ser de alto nível com a participação de aspectos diferentes de determinados assuntos com a presença de um coordenador. Neste evento há discussão de um determinado tema (uma nova técnica, por exemplo). Não são apresentadas as conclusões de uma pesquisa, mas sim impressões/preliminares sobre um determinado objeto/assunto. A diferença fundamental entre o simpósio e a mesa-redonda é que no primeiro os expositores não debatem entre si os temas apresentados. O tema geralmente é científico e objetivo principal é realizar um intercâmbio de informações.

CONGRESSO

É uma reunião formal e periódica de pessoas pertencentes a grupos profissionais com o mesmo interesse, geralmente promovido por entidades associativas, objetivando estudar, debater e chegar a conclusões sobre um tema geral, que é exposto em sub-temas. Os congressos apresentam, ainda, as comissões técnicas, formadas por grupo de estudiosos de um tema, com a finalidade de analisar os trabalhos ou debaterem sobre os temas, que serão apresentados no plenário, de acordo com o regimento. As apresentações, trabalhos e propostas são reunidos em um só documento, entregue aos congressistas, juntamente com as conclusões do evento. A sua duração geralmente é de 5 dias e sua realização, anual ou bienal.

Considerações e comentários: No caso das sociedades promotoras, vale destacar que o congresso também caracteriza-se por seu caráter deliberativo, ou seja, os delegados debatem os temas e as propostas organizadas em teses ou por grupos de discussão e depois votam, participando efetivamente das decisões tomadas. As propostas que recebem maior número de votos são legitimadas pelo Congresso e passam a ser implementadas pela Instituição promotora do evento. Na prática assim que um congressista faz a inscrição, recebe um crachá de delegado. Este crachá deverá ser guardado muito bem, pois só poderá votar quem tiver posse dele.

Do ponto de vista acadêmico e operacional o congresso é visto como reunião para a apresentação de pesquisas e estudos científicos. Geralmente de manhã e/ou à noite são realizadas conferências com convidados e à tarde há apresentações (na forma oral ou em pôsteres) de comunicações inscritas previamente pelos participantes (resumos) e aprovadas pela comissão organizadora do evento.

ENCONTRO

Caracteriza-se pela reunião de pessoas de uma categoria profissional para debater temas polêmicos, apresentados por representantes dos grupos participantes. Precisa de um coordenador para apresentar os representantes dos grupos e a coordenação dos trabalhos, que podem ser expostos de diversas formas.

Considerações e comentários: No âmbito de um encontro de ... podemos ter palestras, mesas-redondas, painéis, etc.

SEMANA ACADÊMICA

Caracterizada pela reunião de estudantes, coordenada por professores, com apoio de profissionais da área, com o objetivo de discutir temas relacionados com a classe a qual pertencem. O encontro acadêmico de um mesmo setor deve ser produtivo, objetivando informar aos estudantes de hoje – profissionais do futuro – algo de suas áreas de atuação.

Considerações e comentários: Geralmente realizado em 5 dias, com possíveis variações de 7 dias (incluindo atividades aos finais semana) a 3 dias (semanas com feriados, etc.).

DEBATE

É uma reunião entre duas a três pessoas, cada uma defendendo o seu ponto de vista, geralmente antagônico e polêmico. Exige a presença de um moderador ou mediador, que coordena os trabalhos, estabelecendo as regras do evento. Pode ser aberto ao público que, no entanto, não participa; as perguntas só podem ser feitas pelo mediador, por um debatedor ou por pessoas especialmente convidadas para este fim, que tenham interesse no tema debatido.

Considerações e comentários: O exemplo clássico aqui é debate político.

MESA-REDONDA

Evento que reúne de quatro a oito pessoas que, sentadas em semicírculo, debatem sobre um tema polêmico, controvertido e de interesse, tendo cada debatedor cerca de “X” minutos para sua apresentação inicial. Após cada exposição, o tema é discutido entre eles, com cerca de “X” minutos para cada questão, sendo admitidas perguntas, respostas e réplica, nunca tréplica. A mesa-redonda pode ser aberta ou fechada. A primeira modalidade permite a intervenção da plateia e a segunda restringe a participação aos apresentadores. É necessária a presença de um moderador que coordena os trabalhos e estabelece as regras, orientando a discussão para que ela se mantenha sempre em torno do tema principal.

Considerações e comentários: Normalmente, a mesa-redonda está inserida em eventos mais abrangentes. É utilizada quando o assunto ainda não está consolidado e suscita discussões.

PAINEL

Caracteriza-se por um quadro de apresentações, no qual um orador principal e até quatro painelistas explanam sua visão sobre um tema predeterminado. É necessária a presença de um moderador que coordena os trabalhos e fixa as regras do evento. Considerações e comentários: O painel é dividido em duas partes:

• Primeira Parte: os painelistas apresentam o tema individualmente, de acordo com as regras do evento, tendo o orador principal maior tempo de explanação. Os painelistas abordam sub-temas ou posições próprias do assunto abordado.

• Segunda Parte: são seguidas as mesmas regras da mesa redonda, nas quais os painelistas debatem entre si e respondem às perguntas da plateia, que devem ser feitas por escrito e identificáveis.

FÓRUM

Caracteriza-se pela troca de informações e debate de ideias, com a presença de grandes audiências. Seu objetivo é o de conseguir a efetiva participação da plateia, sempre numerosa, que deve ser sensibilizada e motivada. Os temas são expostos por orador indicado pelos grupos participantes e apresentados à mesa de trabalhos, constituída de autoridades ou especialistas. O evento também deve ser coordenado por um moderador, que definirá as regras de apresentação de cada grupo.

Considerações e comentários: Reunião ou local de reunião sobre tema específico ou para debate público. Ás vezes um fórum caracteriza-se mais por “quem” está presente.

CURSO

Evento educativo, caracterizado pela apresentação de um tema específico, e que tem como objetivo o conhecimento, treinamento ou reciclagem dos participantes, capacitando-os para o exercício das atividades relacionadas ao assunto proposto. Por serem permitidas perguntas e debates, o número de participantes não deve ultrapassar as 50 pessoas. A duração de um curso depende de vários fatores, variando entre mínimo de 8 horas e o máximo de 12 meses.

Considerações e comentários: Consiste no detalhamento de determinado assunto ou conjunto de temas com o foco de “treinar” ou “ensinar a fazer”. É composto de exposições de pessoas normalmente com formação acadêmica que procuram passar seu conhecimento aos participantes. O foco está mais na teoria que na prática, porém não a excluí. É indicado para pessoas que têm baixo ou nenhum conhecimento sobre o assunto, com exceção dos cursos de especialização, cujo objetivo é o aperfeiçoamento daqueles que já dominam o assunto.


Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Miguelangelo Gianezini

    Miguelangelo Gianezini

    Pós-doutorado pela UFRGS. Doutor em Agronegócios, Mestre em Ciências Sociais Aplicadas, Especialista Engenharia de Produção e Gestão Qualidade, MBA em Gestão de Recursos Humanos, Licenciado em Ciências Sociais, Tecnólogo em Comércio Exterior e Bacharel em Administração. No âmbito da Educação Superior, tem experiência como Professor e Coordenador em cursos de Graduação e Pós-Graduação.
    café com admMinimizar