Confira lições para profissionais de secretariado com o economista Ricardo Amorim
Confira lições para profissionais de secretariado com o economista Ricardo Amorim

Confira lições para profissionais de secretariado com o economista Ricardo Amorim

Ricardo Amorim é apresentador do programa Manhattan Connection e o economista mais influente do Brasil, segundo a Forbes Magazine

Amigos leitores, estamos de volta!

Retomamos com as entrevistas, começando com Ricardo Amorim. Indiscutivelmente, o secretariado nacional ganha uma oportunidade singular de chamar positivamente a atenção de um dos maiores influenciadores do mercado brasileiro na atualidade.

Um conteúdo totalmente gratuito para você se inspirar a realizar seu trabalho de forma excelente e, por meio dele, realizar as transformações necessárias para o seu crescimento, desenvolvimento profissional e alcançar o sucesso na vida e na carreira. Ricardo concede uma entrevista importante e totalmente exclusiva, especialmente para nós, secretários e secretárias executivas do Brasil.

Vamos dar continuidade à série mais inspiradora do secretariado nacional?

Sobre o nosso primeiro entrevistado do ano:

- #1 LinkedIn Influencer, economista mais influente do Brasil, e uma das 100 pessoas mais influentes do país de acordo com a Revista Forbes. Empreendedor, apresentador do Manhattan Connection na GloboNews;

- Único brasileiro entre os melhores palestrantes mundiais do Speaker's Corner;

- CEO da Ricam Consultoria;

- Co-fundador da Smatrips e da AAA Plataforma de Inovação;

- Colunista da revista IstoÉ e do jornal Gazeta do Povo;

- Mais de 20 anos de presença destacada no mercado financeiro mundial, com passagens por São Paulo, Paris e Nova York;

- Formado em Economia pela USP e pós-graduado pela ESSEC de Paris;

- Excelente comunicador em Inglês, Espanhol, Português e Francês;

- Único brasileiro incluído na lista dos mais importantes e melhores palestrantes mundiais do Speakers Corner.

Ricardo Amorim, profere, há anos, palestras sobre economia e tendências no Brasil e exterior. É palestrante em eventos fechados de empresas de destaque, congressos, feiras de negócios, e universidades como Harvard e Columbia. Foi palestrante-âncora e dividiu painéis com figuras ilustres, de economistas ganhadores do Nobel a ministros de estado e presidentes de bancos centrais. E o que Ricardo Amorim, economista com larga experiência internacional e visão abrangente do Brasil e da economia global, tem para dizer para você, profissional de Secretariado? Confira agora a entrevista exclusiva:

Claudia Schaffer: Você acredita que profissional de Secretariado desenvolve estratégias digitais integradas com outras áreas da empresa para reativar o crescimento dos negócios?

Ricardo Amorim: Cada vez mais, qualquer profissional deve, em primeiro lugar, estar conectado com toda a equipe da empresa. Deve entender o que a empresa faz, e como sua função se encaixa no que a empresa faz, como ele pode realizar melhor não apenas diretamente a sua função, mas ajudar com que os outros trabalhem melhor e, por consequência, que a empresa atenda melhor os clientes e acabe tendo melhores resultados. O que, aliás, acaba também se refletindo em melhores perspectivas de carreira para todos dentro da empresa. Em segundo lugar, deve saber como usar, nesse processo, as ferramentas tecnológicas e, particularmente, as ferramentas digitais, para fazer melhor o seu trabalho e poder ajudar a empresa. Ajudando a empresa a ter um produto melhor, um serviço melhor, um atendimento melhor, melhorar processos. Todos os profissionais, de todas as áreas da empresa, têm essa responsabilidade.

Em entrevista disponível no site da Ricam Consultoria, você comentou sobre a baixa produtividade dos brasileiros e mencionou os principais aspectos que embasa sua visão: 1) déficit educacional, 2) a falta de equipamentos/maquinários atrelados a tecnologia (software e hardware). Sabemos que a inovação acontece hoje, agora - é uma realidade. Como os profissionais de Secretariado podem alavancar a produtividade e os talentos transformando os desafios em oportunidades?

Toda dificuldade é uma oportunidade para fazer algo melhor. Se temos, no Brasil, uma produtividade que é muito menor que o resto do mundo, significa que podemos aumentar e muito a produtividade. E o que é mais fácil: podemos fazer isso simplesmente adotando coisas técnicas, adotando máquinas, equipamentos, softwares, modelos de gestão que já são usados no resto do mundo. É sempre muito mais difícil quando você precisa fazer uma mudança e essa mudança não foi testada, é uma inovação. A inovação pode tanto dar certo, como pode dar errado.

No nosso caso, como a produtividade Brasileira é mais ou menos um quinto da produtividade de países mais desenvolvidos, já sabemos como são modelos que funcionam melhor. O que precisamos entender é a diferença entre o que é feito aqui e o que é feito lá e trazer isso para nossa realidade. Isso vale para o país, para cada empresa individualmente e para cada profissional. Em primeiro lugar, quais são as formas de aumentar a sua produtividade? Em segundo lugar, como você pode ajudar a sua empresa a ser mais produtiva, por consequência, mais lucrativa, crescer mais, e, enfim, gerar melhores resultados e por consequência também poder pagar melhor a equipe inteira?

Como podemos transformar estratégias e oportunidades em resultados, levando em consideração a acelerada transformação tecnológica (digital ou não) no atual cenário brasileiro?

Oportunidades sempre existem. Mas elas tendem a ser maiores e mais frequentes em momentos de recuperação econômica, depois de crises graves e com a economia em aceleração. Esse é exatamente o quadro mais provável do Brasil dos próximos anos. Ele não é garantido, há riscos, se houver uma grave crise internacional, o Brasil pode não ter essa recuperação em aceleração do crescimento. Se a reforma da previdência não for aprovada, isso também pode acontecer. Mas, o mais provável, hoje, é que tenhamos, sim, uma aceleração do crescimento econômico e, portanto, geração de maiores oportunidades. E aí o fato de vivermos a era de maior transformação tecnológica se casa com o momento específico da economia brasileira, porque sempre é importante inovar, mas agora há a necessidade de inovar. E o potencial de ganho com inovações, quando a economia passa por um processo de recuperação, é grande. O processo deve ser longo, porque estamos vindo de uma longa crise, a mais profunda crise, o que sugere que, na sequencia, nós devemos ter também um ciclo de recuperação longo e provavelmente bastante forte. Quando você juntas as duas coisas, tem a oportunidade ideal, o que significa que todos os profissionais devem buscar o significado disto no campo específico de atuação dele. Quais são as mudanças tecnológicas que afetam o que ele está fazendo? Como elas podem ser usadas para melhorar o que ele faz, e por consequência, o resultado do seu negócio?

De fato, o desemprego é uma das maiores preocupações do brasileiro, a crise política econômica deixou muita gente sem emprego e sem esperança também. Qual o caminho que conduz às oportunidades que geram resultados e que colaboram com a carreira dos profissionais de Secretariado de modo a vislumbrar novas perspectivas de atuação profissional, levando em consideração a inovação e a criatividade que geram resultados positivos? Como prosperar na crise?

Existem dois tipos de profissionais: aqueles que são imprescindíveis, insubstituíveis, que fazem algo de uma forma especial e que, por consequência, têm trabalho garantido nas suas empresas, e se as empresas tiverem dificuldade, várias outras vão buscá-los. E aqueles que atuam de uma forma parecida à dos outros, talvez não seja nem ruim, mas também não chega a ser boa. Esses são facilmente substituíveis em momentos de crises, são eles que acabam ficando desempregados. Em momentos em que há grandes transformações tecnológicas, são os que correm mais riscos. Cabe a cada um de nós fazer tudo o que podemos para estar no primeiro grupo, em outras palavras, precisamos primeiro entender qual é o contexto no qual estamos inseridos, o que está acontecendo no Brasil e no mundo do lado da economia, do lado da tecnologia, para que possamos tomar as decisões certas e ter a atitude correta com relação ao trabalho. Fazendo essas duas coisas, estaremos posicionados em cenários mais favoráveis, ou, em cenários mais complicados.

Fique atento à nossa programação!

#PessoasqueInspiram

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Claudia Schaffer

    Claudia Schaffer

    Pós-graduanda em Liderança e Desenvolvimento Humano pelo Mackenzie, Graduada em Secretariado Executivo Bilíngue, possui sólida experiência profissional adquirida ao longo de mais de 13 anos atuando como Secretária em Empresas nacionais e multinacionais, líderes em seus setores de atuação. Atualmente trabalha como Secretária Executiva da Presidência e Vice-Presidência na Rede TV. Possui certificação internacional como Coach no (SBC-Institute of Coaching Research as Personal, Professional, Executive Coaching). É palestrante e Facilitadora em treinamentos, Cursos e Workshops para Secretárias. É colunista da Revista Digital Executiva News e articulista em sites de Gestão e Áreas Secretariais. Secretária intraempreendedora. Escritora de artigos e parceira de projeto de sua autoria para o site administradores. É Coach, palestrante, Mentora de Carreira e Facilitadora em treinamentos, Cursos e Workshops para Secretárias. Facilitadora em curso de Autossuficiência com o tema Educação para um Emprego Melhor. Histórico de diversas palestras para profissionais e estudantes de secretariado em instituições de ensino e organizações privadas como: SENAC, FATEC, UNIP, UFPE DVW, Delta Airlines, Gartner Brasil, dentre outros eventos fechados para o público de Secretariado Executivo.
    café com admMinimizar