Comunicação: integrada e multiplataforma

A emergência das tecnologias da informação alterou a forma de produzir os conteúdos. Com o surgimento da chamada comunicação multiplataforma, foi possível explorar novas linguagens e formatos

A jornalista corporativa e especialista em gestão da comunicação e m mídias digitais, Catarina de Melo Pierangeli, destaca o transmídia storytelling como uma delas.“Ele torna possível vivenciar uma experiência mais profunda e uma troca mais rica com a história. As informações que até então eram disponibilizadas apenas por uma única mídia (narrativa monomídia), nos últimos anos passaram a ser distribuídas entre diversos produtos midiáticos despertando grande interesse do público-alvo”, detalha.

A especialista conta que na era da Convergência, a comunicação antes monomídia buscou diversos meios para se transformar e permitir uma narrativa multimídia em diferentes canais. Outro fator para as mudanças foram a popularização de tecnologias móveis, como os smartphones e integração das plataformas tradicionais de comunicação com as ferramentas multimídias.

“ As tecnologias sem fio 3G/ 4G, Wi-fi e Bluetooth fomentaram a ubiquidade – a comunicação em movimento -, causando sensação de onipresença interferindo diretamente na forma como pessoas e empresas passaram a se relacionar”, complementa.

Para Pierangeli, os impactos também são visíveis no jornalismo e nas formas tradicionais de produzir conteúdo, pois a comunicação, antes centralizada nos veículos mais consolidados, deixou de ser única, com a origem de novos canais, como blogs e sites colaborativos, e tornou-se mais direta e imediata frente ao usuário.

Esta mudança cultural trazida pela convergência da comunicação faz com que, segundo a especialista, veículos, empresas, marcas e agências comecem a explorar a nova via de mão dupla com o e-consumidor, que passou a ser também emissor de conteúdo. Este consumidor deixou de ser passivo, para tornar-se um produtor de notícias, críticas e comentários em redes sociais. E as empresas precisam ter coragem para se lançar nas redes e assumir novos desafios.

“ As organizações começaram a se preocupar em criar estratégias para estar presente onde os consumidores estão: site, blog, programas de televisão, mídias sociais, revistas e sites de buscas. Para isso é necessário ter uma um plano de marketing digital eficiente”, aconselha.

Confira alguns itens do planejamento estratégico na comunicação multiplataforma

1. Público-alvo – Mapear e conhecer profundamente seu público-alvo, onde ele está e o que ele deseja;

2. Conteúdo – Um bom conteúdo atrai o público onde ele estiver. A quantidade e variedade deve sempre estar atrelada à qualidade e foco do que você vai veicular;

3. Acessibilidade – Disponibilizar conteúdo, vídeos, textos, áudios em diversas mídias na hora e da forma que o público-alvo quer.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento