Café com ADM
#

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL – A ESPIRITUALIDADE NA ADMINISTRAÇÃO.

Não devemos negar de forma alguma que vivemos em um mundo totalmente capitalista, onde a competitividade está cada vez mais abrangente em relação ao mundo dos negócios. Em uma publicação na revista VOCÊ s/a, edição 82/ abril de 2005. O Líder Espiritualista. Achei a matéria super interessante, pois trata-se de como devemos se comportar diante de uma Administração sem desnospresar o ser humano, e o mais importante sem impor sua liderança. Na realidade, algumas empresas estão trabalhando este lado espiritualista, mas pouco está se adquirindo na prática, pois a realidade é outra totalmente diferente Diante de fatos como o da Eqüidade e de Comparações Sociais, é que podemos ver que a cultura é fundamental para um povo, e diante desta cultura, é que como Administradores colocar em prática dentro das organizações. Segundo Cláudio de Oliveira Cabral, em seu artigo a CULTURA ORGANIZACIONAL: CONCEITOS CRENÇAS E PERSONAGENS, A Cultura Organizacional é fortalecida também com a questão do orgulho que as pessoas têm de pertencer a uma determinada empresa que é reforçado quando os dirigentes enaltecem o papel que a empresa exerce na sociedade fazendo com que os membros se sintam importantes por trabalharem lá. Entretanto a maioria das pessoas não percebe que esta ideologia visa manter um maior controle sobre os membros da organização, é o que chamo de gerenciamento dos padrões culturais. Não podemos deixar de falar com relação aos círculos que são formados dentro e fora das organizações, eles ocorrem devido aos valores que os indivíduos têm e são reforçados diariamente, evidenciando-se na linguagem e termos técnicos que na maioria das vezes são utilizados orgulhosamente para denotarem seu conhecimento e conseqüente ignorância dos alheios à organização com relação ao seu trabalho, fechando-se em seu próprio círculo. Um bom exemplo são algumas organizações públicas, principalmente as da área jurídica que utilizam termos que só eles entendem, por que será ? Não seria isso lana caprina (assunto sem importância) ? Falar correta e elegantemente é bom , mas para que haja comunicação, ambas as partes devem se expressar de forma inteligível. Infelizmente, muitos trabalham por necessidade, onde na verdade deveriam ser por amor ao trabalho, apesar que muitos não pensam desta maneira, gostam de trabalhar no que realmente gostam, mas a necessidade, a política do nosso pais, faz com possamos pensar desta forma. Bibliografia http://www.cra-rj.org.br/bcases/art005.htm Comportamento Organizacional Criando Vantagens Competitivas John A Wagner III Jonh R. Hollenbeck. VOCÊ s/a, edição 82/ abril de 2005. VOCÊ s/a, edição 82/ abril
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.